Autodesk Maya 2008: Vídeos de demonstração

Assim como o 3dsmax 2008, a Autodesk disponibilizou vídeos que mostra as novidades para essa atualização. Aqui temos uma clara diferença de foco, pelo menos nos títulos dos vídeos, podemos perceber o direcionamento de cada ferramenta. O 3dsmax 2008 recebeu muitas melhorias na parte de renderização e modelagem poligonal. Os títulos dos vídeos davam destaque para a integração com o Mental Ray e as opções de render e visualização de modelos na ViewPort.

Autodesk Maya 2008: Vídeos de demonstração

Já nos vídeos para o Maya 2008, os temas estão todos relacionados à animação de personagens. Será que esse é o direcionamento pretendido pela Autodesk? Muita gente já prefere o Maya para esse tipo de projeto, não é a toa que o estúdio Blur, abandonou o [fusion_builder_container hundred_percent=”yes” overflow=”visible”][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”no” center_content=”no” min_height=”none”][BP:215]3ds Max[/BP] e passou a usar o Softimage XSI para animações.

Mas deixando as especulações de lado, temos no total cinco vídeos de demonstração, com os seguintes títulos:

  • Novas ferramentas de modelagem e interação do nCloth com o Wind: Esse vídeo mostra as novas ferramentas de modelagem para o Maya 2008, assim como algumas novidades no Maya nCloth e a sua interação com campos de força, do tipo Wind.
  • Edição não-destrutiva de malhas associadas a ossos: Aqui temos um vídeo com uma opção interessante, ele mostra que agora podemos fazer alterações na malha de um modelo, ligado a um esqueleto. A edição é feita de maneira que a malha não precisa ser “ligada” aos ossos novamente. Recurso muito interessante para fazer ajustes no modelo.
  • Melhorias no setup de personagens: Esse vídeo mostra as novidades no setup de personagens, com ferramentas que facilitam esse tipo de trabalho.
  • Maya nCloth: Novidades com campos de força: Aqui temos mais uma demonstração do nCloth, em que a simulação de roupas pode receber um número maior de controles.
  • Maya nCloth e a interação com objetos em movimento: Esse último vídeo mostra como o nCloth se comporta em objetos animados, em grande velocidade. Por exemplo, uma pequena locomotiva.

Como você percebeu, a maioria das melhorias no Maya 2008 está relacionada à animação de personagens. Caso você queira visualizar os vídeos, visite essa página no web site da Autodesk. Os vídeos têm aproximadamente 5 minutos de duração, você precisará do Quicktime para assistir.

[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um comentário sobre “Autodesk Maya 2008: Vídeos de demonstração”

  1. Allan, não vejo como haver um direcionamento bem sucedido se a maior parte dos recursos das 2 ferramentas são de um mesmo propósito……Também ouço muitos preferirem animar no Maya, mas não quer dizer que a AutoDesk não invista em recursos de animção para o Max….se o Maya é direcionado mais para animação, qual fica sendo a função do Motion Builder? Pois acho q este sim, tem este papel. Acho que a Autodesk nunca vai conseguir eliminar a concorrência Maya e Max, pois se há algum direcionamento, este é muito pequeno em relação às demais funcionalidades das ferramentas que são de um mesmo propósito. E o que aparentemente é um ganho para a Autodesk, por estarem concorrendo na mesma empresa, acredito que esta só perde credibilidade, por ninguém saber quais suas reais propostas. Acho q o exemplo da Blur q vc citou é um resultado dessa perda de credibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *