GimPhoto: Edição de fotografias com o Gimp

Sempre que apresento o Gimp, para profissionais que trabalham há anos com o Photoshop ou outras ferramentas semelhantes, a reclamação deles é a mesma. Torcem o nariz para a interface e janelas do Gimp. Além das diferenças de interface, algumas ferramentas que já estão presentes há várias versões do Photoshop, ainda não estão disponíveis para o Gimp. Esse é um problema, pertinente a todas as ferramentas livres. Dificilmente um software sem fins lucrativos (na área gráfica) terá condições de acompanhar uma ferramenta proprietária. Mas existem exceções.

No que se refere ao Photoshop, para os profissionais que trabalham com edição avançada de fotografia, o Photoshop ainda é imbatível. Mas já podemos substituí-lo em várias tarefas com o Gimp. Para ajudar ainda mais na tarefa de editar fotografias com o Gimp, surgiu o projeto GimPhoto. Esse é o mesmo Gimp, mas com algumas alterações na interface, para ajudar na tarefa de edição e ajustes em fotografias.

GimPhoto - Gimp Fotografias

Esse projeto não tem nenhuma relação com o GimpShop, que tenta reproduzir a estrutura de menus do Photoshop no Gimp. Mesmo não tendo como objetivo, copiar a interface do Photoshop, algumas coisa foram alteradas, como a organização dos menus. Mas os nomes e convenções usadas pelo Gimp continuam os mesmos.

Mas então o que foi alterado?

  • Apresentação dos menus usando o Clearlooks GTK Engines
  • Estrutura dos menus
  • Plugin: Save for Web
  • Plugin: Batch Process
  • Plugin: CMYK Separation
  • Plugin: Layer Style
  • Suporte a plugins do Photoshop
  • Ferramenta de gradientes aperfeiçoada
  • Novas tonalidades de gradientes para Web

Esses são alguns dos recursos que já acompanham o GimPhoto. Podemos adicionar esses recursos no Gimp? Sim, para teremos que adicionar manualmente os scripts necessários, para essas funções. Aqui tudo já vem instalado e configurado.

A ferramenta só está disponível para download, na versão para a plataforma Windows. O autor promete que em breve irá lançar uma versão para Linux. Por enquanto, se você é usuário do Gimp e usa a ferramenta para editar fotografias, esse é um download mais que recomendado. Pelo menos para testar a eficácia do sistema.

Para as pessoas que ainda usam o [fusion_builder_container hundred_percent=”yes” overflow=”visible”][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”no” center_content=”no” min_height=”none”][BP:215]Photoshop[/BP] para fazer edições básicas, como retoques de cores e redimensionamentos de imagem. Quem sabe não seja a hora de tentar usar uma ferramenta open source para essas tarefas simples? O seu bolso irá agradecer!

[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

8 comentários sobre “GimPhoto: Edição de fotografias com o Gimp”

  1. Dificilmente um software sem fins lucrativos terá condições de acompanhar uma ferramenta proprietária.
    ————-
    brasileiro é brasileiro. é superticioso, segue moda e dá palpite sobre tudo.

    o apache é opensource. é inferior a qual ferramenta proprietária?
    o python é opensource. é inferior a qual ferramenta proprietária?
    o blender é opensource, é inferior a qual ferramente proprietária? (empata com o maya em quase tudo e só perde mesmo pro houdini)
    o linux tem um desktop 3D matador. A microsoft com bilhões investidos no windows vista, tem desktop 3D matador?

    vá ao forum do gimp e você vai perceber q muitas das ferramentas não existente no gimp não estão ali por falta de dinheiro! mas sim por decisão da equipe mantenedora do projeto. é diferente, bem diferente do que vc diz.

    Mas vc é brasileiro. sabe oq diz e realmente o gimp é “inferior” ao photoshop. Mas pra quem quer um photoshop no linux (sem crossover/wine) tem o krita, excelente projeto do kde q avança q é uma beleza. tem cmyk e outras coisas q o gimp não pretende ter prenamente. Mas sou brasileiro como vc é brasileiro, e tudo q escrevi é palpite, opinião e achismo. Mas como brasileiro inteligente e informado q você é, vc me entende, não camarada?

  2. Caro oguaco,

    Antes de mais nada obrigado por cotribuir com a discussão, isso só enriquece o Blog.

    Sobre o que você se refere sobre os “achismos e opiniões”, não sei quanto a você. Mas as minhas opiniões são baseadas nas seguintes experiências:

    – Trabalho com computação gráfica desde 1996
    – Presto serviço a empresas desde 1997
    – Ministro aulas na área de web, editoração e 3D desde 2001, ininterruptamente.
    – Trabalho com ferramentas Open Source desde 2003 (Trabalho mesmo, não uso por hobby não…)
    – Já fui gerente de produção de uma fábrica de imagens, que utilizava apenas e exclusivamente ferramentas livres por 1 ano na faculdade em que trabalho.
    – Desde 2005 gerencio sistemas como Moodle e Joomla, para ambientes de ensino a distância.

    Bem, os meus achismos e opiniões são baseados nessas experiências. Não foi muito, mas acho que já dá para ter uma idéia.

    Uma coisa tenho que admitir, deveria formulado a frase de maneira diferente. Existem alguns projetos open source muito bem desenvolvidos.

    Quando faço uma análise sobre o Gimp/Photoshop, estou baseando a minha opinião em experiências profissionais. Acho que ambos tem pontos positivos e negativos. Mas infelizmente a produtividade, principalmente a produtividade, ainda é maior no photoshop.

    Você quer comparar o Blender com o Maya? Perfeito! Vou apontar um defeito do Blender aqui, sem medo nenhum. Mesmo sendo um defensor ferrenho da ferramenta. Não sei se você viu, mas escrevi até um livro sobre ele!

    Mas vamos lá, com certeza você já deve ter tentado produzir uma animação de personagens em ambas as ferramentas? Bem, caso positivo, você já deve ter tido a experiência de evitar o Gimbal Lock, nas juntas dos personagens? Dá para fazer perfeitamente em ambas as ferramentas, mas e o tempo que leva? O que você me diz? Qual foi a ferramenta mais rápida de resolver o problema?

    Como você é uma pessoa experiente no assunto e inteligente também, deve ter respondido Maya! Sim meu amigo! Você está certo! No Maya, com apenas o clique em um botão resolvemos isso. No Blender, precisamos tomar uma série de cuidados e edições nas curvas IPO e animação dos bones.

    Para embasar melhor o meu achismo, continuarei fazendo o papel de advogado do diabo citando outros casos, com certeza absoluta, você já deve ter passado por experiências parecidas:

    – Você já tentou fazer o fechamento de arquivos para gráficas no Scribus e no Indesign?
    – Você já tentou fazer rotoscopia no Jahshaka e no After Effects? Quem sabe no Shake?
    – Você já tentou criar um layout para impressão no Illustrator e no InkScape? Configurando o CMYK? Fazendo provas em gráficas e tudo mais? (Hoje o Inkscape e Scribus estão bem melhores nesse sentido)
    – Você já tentou fazer montagem e captura de vídeo no Cinelerra e no Final Cut? Quem sabem no Premiere?
    – Você já tentou gravar e editar áudio no Audacity e no Cubase? Quem sabe no Audition?

    Bem, então podemos considerar que o Allan só usa essas ferramentas! Não! Na verdade de um jeito ou de outro, acabo tento que usar todas. Por exemplo, ministro aulas de Premiere e After Effects, mas nem por isso os utilizo. As minhas edições são feitas no Final Cut e os efeitos fazia no Jashaka, mas estou usando mais o Blender, deviso aos nós de composição.

    Mas essa é só a minha opinião. Uma coisa preciso admitir, errei ao generalizar na comparação do texto. Deveria ter feito algo mais restrito a área gráfica. Mas tudo bem, estou fazendo a alteração no texto.

    Como já estou acostumado com esse tipo de questionamento em sala de aula, sempre uso uma analogia para tentar fazer essa comparação. Tento comparar dois carros populares o A e o B. Ambos com vantagens e desvantagens, um com mais garantia, outro com mais itens de série e tudo mais. Vamos dizer que numa avaliação subjetiva, você ache que o B é melhor.

    Quem vende mais? O mais barato! 😉

    O que isso quer dizer? Depois de fazer uma avaliação subjetiva, as pessoas acabam escolhendo o “produto” pelo item que é mais atrativo para elas…. o preço.

    Mesmo frente a esses fatos que mostrei, só uso o Blender profissionalmente. Já ministrei aulas por muito tempo sobre o 3ds max e Maya. Arranho um pouco no Lightwave e Ciname 4D por curiosidade, quem sabe um dia tenha tempo para aprender um pouco do softimage xsi.

    Porque uso o Blender? Não sei explicar, pode até ser uma coisa subjetiva. Acho que posso até dizer que gosto mais de usar o Blender do que as outras ferramentas. Posso até dizer que é mais rápido produzir no Blender, gosto do atalhos de teclado e tudo mais. Mesmo assim reconheço que em alguns pontos ele precisa melhorar muito! Mas já oferece ferramentas que outros softwares proprietários não disponibilizam.

    Ah, sou brasileiro sim. Será que minha opinião seria mais inteligente se fosse americano ou francês? Talvez, estaria pagando menos impostos, recebendo em dolar ou euros pelos trabalhos, quem sabe a minha escolha subjetiva não seria diferente? Talvez….

    Sobre as outras ferramentas, acho que não tenho como fazer uma comparação. Sou apenas usuário do Apache e meus conhecimentos em Python, não me permitem fazer uma avaliação precisa. Mesmo assim, para afirmar com certeza, se A, B, C ou D é melhor. Teria que usar, mas usar mesmo IIS e tentar aprender JAVA, C#, Visual Basic e outras por ai. Caso contrário, a minha escolha estaria fadada a ideologia.

    Ah… a velha ideologia, o que seria de nós sem ela, não é camarada?

  3. – Você já tentou gravar e editar áudio no Audacity e no Cubase? Quem sabe no Audition?

    experimenta o ardour. meu irmão usa o ardour, lmms e hydrogen + rosegarden pra midi e partitura. ele sente só falta do reason. e tem razão.

  4. não seja cafajeste rapaz. se vai apagar minha resposta apague tudo. ou vamos ter de levar esse jogo para um outro nível, não acha?

  5. Caro oguaco,

    Seu comentário não passou na moderação por conter palavras chulas. Se você quiser realmente continuar a discussão, para no final descobrir que a minha opinião é diferente da sua. Altere o seu texto, talvez ele passe na moderação.

    O problema aqui não é cafajestagem, mas sim educação!

  6. é isso ae allan bota esse cara no lugar dele! pelo que vi vc é um tecnico experiente e esse cara vem encher o saco sem saber nada do assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *