Análise do novo sistema de modelagem B-Mesh do Blender

Para começar bem o ano, aqui vai uma análise detalhada do novo sistema de modelagem do Blender, chamado B-Mesh. Nas últimas semanas do ano foi lançada uma nova compilação de testes, com o novo sistema, no graphicall.org. Dessa vez essa compilação, apresenta o sistema totalmente funcional, pelo menos para um rápido teste. Assim é possível fazer testes e avaliar o andamento do B-Mesh, para que você possa tirar as suas próprias conclusões sobre os benefícios do uso das N-Gons.

Se você quiser realizar o mesmo teste, será necessário fazer do o download da compilação de testes usada nesse artigo. Visite esse link para fazer o download, mas lembre, use com cautela já que é uma versão de testes experimental ainda, e principalmente, não abra nenhum arquivo importante nesse Blender.

Mas, voltando ao assunto principal do artigo, ao abrir o Blender com o B-Mesh não vemos nenhuma alteração significativa na interface, todos os comandos e opções estão lá. Uma coisa que chama a atenção, esse Blender foi compilado com base na versão 2.44.

Blender B-Mesh Análise 2.44

Deixando esse detalhe de lado, como fazemos para ver as N-Gons? O novo sistema de modelagem alterou o menu specials, que agora mostra opções, completamente diferentes das que estamos acostumados. Veja na imagem abaixo uma comparação entre o menu specials de uma versão “oficial” do Blender e da versão compilada com o B-Mesh.

Blender B-Mesh Menu Specials

Para fazer os cortes nos modelos a ferramenta Knife não funciona, ou pelo menos não consegui acionar a mesma. Se você quiser fazer cortes, será necessário acionar a opção Connect do novo menu specials. Para fazer os cortes é simples, selecione dois vértices ou arestas e depois acione essa opção. Uma nova aresta será criada ligando os dois pontos selecionados.

Blender B-Mesh Connect

O grande destaque dessa versão é a possibilidade de fazer modelagem, usando faces com mais de quatro lados. Para testar isso é simples, apenas selecione algumas faces em um cubo, pressione a tecla W para acionar a opção Connect.

Veja a diferença, quando usamos o mesmo sistema de arestas com uma versão atual do Blender e depois com o B-Mesh

Blender B-Mesh modelos de comparação

Como você pode perceber, as mudanças são mais voltadas na maneira como modelamos. Por um lado, teremos menos preocupações com o número de faces, mas por outro o perigo de criarmos modelos com topologia pobre ou desleixada. Se você quiser ter uma idéia do provável futuro do sistema de modelagem do Blender, recomendo fazer um pequeno teste, para se ambientar. Quem sabe você já não descobre novas maneiras de modelar?

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

5 comentários sobre “Análise do novo sistema de modelagem B-Mesh do Blender”

  1. dessa maneira não ficaria mais fácil de modelar coisas estáticas e mais difícil de modelar coisas animáveis?

    pergunto pois achei fantástico como fica limpa a malha… mas penso que os bones vão ter problemas para entender formas não exatas, vamos dizer assim. Se com 3 e 4 vertices já é difícil fazer uma malha se mexer imagina com mais…. não sei se estou certo, é uma dúvida 🙂

    Feliz ano novo a todos!!!

  2. Boa Alan,

    Concordo com o seu temor de acabar criando-se modelos com topologia desleixada por esse novo sistema, mas isso se considerarmos modelagem orgânica. Para orgânicas não resta dúvidas de que o sistema all-quad é o melhor, mas para modelagens inorgânicas esse novo sistema pode ser uma verdadeira revolução!! Pense em uma modelagem arquitetural feita em B-Mesh; não seria necessário criar cortes no modelo inteiro para subdividir uma face para, por exemplo, se criar uma porta ou uma janela. No final teria-se uma malha muito mais leve, otimizando assim o workflow.
    Acho que no caso de uma possível implementação deste sistema, seria interessante se pudessemos ativar e/ou desativar a modelagem por B-mesh, nao concorda?? Quando modelando orgânicas desativaria, quando modelando não orgânicas ativaria.
    Eu particularmente já baixei e vou começar a testá-la!!…

    Forte abraço,

    Wagner Duia

  3. Allan, estou com o a nova Versao do Blender a 2.58 .. e nao acho essa função Dissolver do B-mesh quando eu clico no “X” .. oq eu estou fazendo de errado?

  4. Oi Denis,

    O B-Mesh ainda não está disponível de maneira oficial no Blender 2.58. Só em versões experimentais do Blender é que você encontra o recurso.

    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *