Estréia do projeto Peach definida

Essa semana a equipe responsável pelo projeto Peach, divulgou que a data para a estréia da animação foi agendada para o dia 10/04 em um cinema em Amsterdã. Antes que alguém pergunte, nada foi dito sobre o envio dos DVDs, mas acredito que não deva demorar muito para a fundação Blender, enviar os DVDs com o material usado no projeto, para as pessoas que fizeram a pré-compra. Como me incluo nessa categoria, estou ansioso para receber o DVD e desfrutar do material, estudar os modelos e Scripts usados na produção.

Projeto Peach

A entrada para a exibição da animação é gratuita, mas para garantir um lugar no cinema, a Fundação Blender está vendendo ingressos VIP, na sua loja online. Claro que para quem é usuário de Blender e mora nos arredores, a presença nesse evento é quase que obrigatória. Infelizmente existe um oceano de distância entre o Brasil e a Holanda, mas ficaremos torcendo aqui para que tudo ocorra bem.

Espere por uma explosão de notícias sobre o Blender na mídia, depois que essa animação for lançada. Como o Elephants Dream, tinha uma temática mais sombria, não agradava a muitas pessoas pelo lado da história. Isso faz com que o público que se empolgou com o projeto Orange fosse composto por usuários do Blender, além de entusiastas do software livre. Sempre que eu mostro a animação para pessoas que não conhecem o Blender, acabam achando a história chata e monótona.

Já no Peach, a temática é mais infantil e voltada para a comédia. As comparações com animações da Pixar são inevitáveis, por isso muitas pessoas devem assistir a animação pelo aspecto técnico, como no Elephants Dream, mas também pela comédia.

Essa explosão na mídia já está acontecendo, o leitor Marcelo Mergulhão me alertou que o projeto Peach foi notícia na Folha de São Paulo. Em quase meia página, eles anunciaram a realização do projeto e o seu lançamento. Ele gentilmente passou a página do jornal em um scanner e me enviou:

Peach na Folha

Agradeço ao Marcelo pela dica.

Agora a única coisa que podemos fazer é esperar pela estréia, que deve estar de alguma maneira sincronizada com o lançamento do Blender 2.46.

Só mais uma notícia sobre o Blender 2.46, algumas pessoas estão me enviando e-mails perguntando sobre o desaparecimento da textura do tipo Tile no RC1. Ao que parece essa textura estava com problemas, o bug não suavizava as bordas da textura no render. Então o pessoal achou melhor remover a opção do Blender 2.46, para refinar o código e resolver o problema.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *