Renderização em tempo real com V-Ray: Vídeos demonstrativos

Parece que o assunto de hoje é V-Ray! Bem, apesar de ser relacionado do V-Ray novamente, esse artigo não faz menção ao uso do Blender, mas sim uma tendência na computação gráfica, mais precisamente na produção 3d. Já falei mais de uma vez aqui que o futuro está no 3d em tempo real, que apesar de parecer distante já começa a dar os seus primeiros passos, para a disseminação entre artistas. O que você acha de tentar fazer a configuração de um ambiente em 3d, com iluminação global e tudo mais, tendo feedback em tempo real?

Uma versão especial do V-Ray está para disponibilizar esse tipo de funcionalidade, mas não se anime muito, pois é necessário um hardware que agüente o tranco, para conseguir o render em tempo real. Para demonstrar o recurso, o pessoal da chaosgroup, divulgou uma série de vídeos demonstrativos, em que eles mostram como é possível atingir o efeito em uma viewport do tipo activeshade.

VRay realtime render

No total são quatro vídeos que demonstram bem o uso do software. Para fazer o download do material, visite esse artigo no VRay.info.

Para que você tenha uma idéia do hardware necessário para atingir esse nível de performance, os computadores usados para gravar os vídeos têm oito núcleos. Não espere uma versão comercial desse sistema para breve, segundo o anuncio dos desenvolvedores do V-Ray, o software ainda está em Alpha e precisa de muito trabalho para ficar estável.

Repare no último vídeo em especial, que mostra um dos principais tipos de cenas renderizadas com o V-Ray, uma maquete eletrônica. O autor dos vídeos deixa qualquer pessoa que trabalha nessa área babando impressionado com as alterações em materiais ou luzes, com o feedback em tempo real. Ele muda a posição da luz, a viewport do 3ds Max é atualizada automaticamente!

Agora, você pode estar perguntando; mas eu não uso v-ray, como posso começar a usar esse tipo de tecnologia?

Para quem não usa o V-Ray, pode começar a investir no 3d em tempo real, como animações interativas, que é direcionado realmente para o cliente final. Essa versão do V-Ray apenas ajuda na produção, mas o cliente ou consumidor de 3d não poderá usufruir dessa tecnologia.

Quando criamos 3d interativo, com renderização em tempo real, estamos criando um produto semelhante a um jogo, que pode ser distribuído e comercializado. Invista nessa área, procure se informar sobre produção de jogos com game engine. Quem usa Blender 3D, tem uma vantagem competitiva, pois ele já disponibiliza uma engine integrada. Mesmo ela sendo limitada, podemos usar outras engines mais sofisticadas para gerar 3d interativo de qualidade.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *