Clicky

Tutorial de radiosidade com Blender 3D para animação interativa

Existem várias maneiras de iluminar uma cena no Blender, sendo que uma das menos usadas é a Radiosidade. Poucos artistas usam a Radiosidade, pelo simples fato da sua aplicação no Blender ser mais direcionada para as animações interativas. Quem precisa criar alguma cena na Game Engine do Blender, pode conseguir ótimos resultados na iluminação com o uso de Radiosidade. Sempre faço um pequeno comentário sobre Radiosidade em minhas aulas sobre Blender, quando estou falando sobre as opções dos materiais e abordo o Emit. Alguém sempre pergunta o motivo do Emit não estar gerando iluminação na sua cena, isso porque ele só gera energia luminosa para a radiosidade.

Quem quiser aprender mais sobre Radiosidade, descobri um tutorial já meio antigo sobre o assunto, mas com aplicação direta na produção de jogos. Na Wiki do jogo de código aberto Vega Strike, existe um artigo que explica como gerar iluminação com a Radiosidade do Blender, inclusive com dicas sobre como melhorar o efeito de luz nos modelos usados para o jogo.

O tutorial já é um pouco velho, ele é todo direcionado para o Blender 2.37, mas como o sistema de Radiosidade pouco mudou nesse meio tempo, ele ainda pode ser bem aproveitado.

No artigo são explicadas as alternativas para atingir os efeitos de sombra nos modelos, que podem ser conseguidos com pintura manual ou então com as técnicas de Radiosidade. Claro que o autor do tutorial recomenda a Radiosidade.

Para completar o tutorial é necessário passar por quatro fases bem distintas no artigo:

  1. Configuração do modelo 3d e da cena
  2. Cálculo da Radiosidade e configuração da mesma no Blender
  3. Ajustes no resultado final da Radiosidade
  4. Com o auxílio de um Script o autor grava a informação da Radiosidade como textura, o processo chamado de baking

Um ponto extremamente interessante do tutorial, ele mostra no final um exemplo de como fazer um efeito de Glow para os propulsores da nave. Um prato cheio para quem pretende trabalhar com jogos.

No final ele ainda faz uma pequena lista, muito interessante falando sobre os possíveis problemas que você pode enfrentar ao longo do tutorial e as respectivas soluções. Como forma de solucionar problemas no processo de iluminação é um formato muito interessante.

Fica a dica para quem quiser trabalhar com desenvolvimento de jogos no Blender 3D.

2017-04-11T10:58:00+00:00 By |Blender Game Engine|4 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

4 Comentários

  1. Maxwell Barbosa Mdeiros 03/05/2008 em 8:23 am

    Vi no build do blender que tem a versão rc4, quer dizer que essa é a versão final do blender 2.46 ?

  2. bestfx 04/05/2008 em 10:28 am

    Muito bom usar a Radiosidade.

    Consegue-se efeitos de iluminação rápidos e com qualidade.

    Pena que no Render padrão ela não exista e não tenha também sido incorporada ao Render Bake padrão.

    O uso de Scripts já tentei e sempre é penoso.

    Mas muito bom o tutorial.

  3. Rodrigo Santiago 06/05/2008 em 7:55 am

    Desculpe minha ignorância, mas é possóvel renderizar o resultado de iluminação da radiosidade?

  4. bestfx 07/05/2008 em 10:38 pm

    O Blender ao criar a Radiosidade de uma imagem altera o todos os objetos de uma cena unindo eles, criando um único objeto extremamente subdividido.

    Cada nova minúscula face do novo objeto contém uma cor que é a cor da radiosidade já calculada.

    Então você não precisa renderizar tudo novamente. Pois já calculou a iluminação.

    É como se ao pintar uma casa você já pinta-se as sombras nela.

    Assim não teria que renderizar tudo novamente quando a câmera se mover de posição.

    Só terá problemas se a fonte de luz se mover.

    E não precisa ligar. Shadow, Radiosidade, Ray…, nem nada.

    Se quiser é só o OSA no máximo.

    E o tempo de render vai lá em baixo.

Deixar Um Comentário