Com quantas camadas se faz um efeito especial?

Nos softwares de efeitos especiais e composição, pensar na organização dos elementos em camadas é fundamental! Isso por salvar algumas horas de render e ajudar na conclusão de alguns projetos em tempo muito menor. Você lembra-se do artigo sobre o projeto Lighthouse? Ele tem um ótimo exemplo de composição de múltiplos elementos em animação 3d. Um dos maiores desafios para quem está aprendendo a trabalhar com vídeo e animação é raciocinar em camadas. Sempre que posso mostro para meus alunos alguns vídeos, que mostram o processo de criação de algumas cenas e a quantidade total de camadas usadas para criar o efeito desejado.

Caso você também não tenha ainda essa “visão” da quantidade de camadas necessárias para criar uma determinada cena, encontrei um ótimo vídeo que mostra vários efeitos, e as camadas usadas para criar os trechos de vídeo!

NCCA Projects Breakdown from Cheng Yi Chien on Vimeo.

Esse vídeo pode inclusive ser copiado, caso você seja usuário registrado do Vimeo. Estou falando do arquivo MOV, com 80 MB!

Bem, voltando ao assunto do artigo. Depois de assistir ao vídeo, espero que tenha ficado mais clara a quantidade de camadas e separações que o artista usou para criar cada cena. Em algumas delas, como o vídeo em que uma mão é representada por partículas, o número de camadas é exageradamente alto! Mas imagine tentar ajustar todos os parâmetros e características das partículas em apenas um render?

Podemos listar as vantagens de usar várias camadas de render, ou os chamados passes:

  • Ajustes individuais para cada propriedade
  • Render mais rápido nos testes
  • Caso seja necessário refazer um dos parâmetros, será necessário renderizar apenas uma propriedade da cena
  • Alguns efeitos realizados por renderizadores externos, como luzes volumétricas e reflexões complexas podem ser substituídos por camadas especiais

Esses são apenas alguns dos motivos para usar camadas de composição.

Mesmo assim você ainda acha que não consegue? Faça o seguinte então, selecione uma cena simples e faça testes! Uma das melhores maneiras de aprender é tentando. Selecione uma cena e comece tentando simular a especularidade das superfícies. Depois você pode passar para propriedades mais complexas e quem sabe até arranhar uma composição com nós!

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *