Clicky

Estudo de visualização para uma galeria de arte no Blender 3D

Usar luzes como fonte de iluminação é a primeira opção quando pensamos na iluminação de um ambiente, mas existem outras opções. Quando o trabalho envolve visualização de projetos arquitetônicos é sempre bom ter mais opções de iluminação, principalmente no que se refere a possibilidade de usar os próprios modelos 3d como emissores de energia luminosa. O Blender 3D não consegue fazer isso de maneira nativa, mas com o auxílio de renderizadores externos como o Indigo Renderer é possível usar objetos como emissores de luz.

Para exemplificar o uso dessa ferramenta, vou mostrar hoje um projeto em que estive trabalhando nas últimas semanas, que na verdade foi um trabalho bem rápido que fiz para um conhecido. Ele estava querendo um estudo preliminar sobre o projeto de uma galeria de arte, principalmente no que diz respeito ao estudo da iluminação interior.

O objetivo do projeto é verificar a viabilidade estética da iluminação. Como a imagem era um estudo, não avancei muito nos detalhes e pormenores da imagem. Apenas modelei o ambiente com base em algumas orientações verbais, nem croquis eu tinha, e acabei com o modelo do ambiente, que já foi mostrado aqui no tutorial sobre o Grease Pencil.

Não vou entrar nos detalhes da modelagem, apenas da iluminação. Para usar objetos como emissores de luz no Blender e renderizas com o Indigo, você deve seguir algumas pequenas regras para evitar problemas:

  • Use objetos simples, quanto mais simples melhor. Se for possível use apenas um plano, pois com objetos mais complexos, com muitas faces o Indigo acaba tento dificuldade para resolver a iluminação e o render pode demorar muito.
  • Na modelagem, tente seguir uma escala real. Uma boa comparação para o Indigo é considerar que uma unidade do Blender (Blender Unit) é igual a 1 metro. Isso é muito importante para o Indigo.
  • Configure as normais dos planos de maneira que elas controlem a direção da iluminação.

O modelo em si tem planos que emitem luz, nas laterais das paredes, no topo e na armação de destaca os quadros da galeria.

Qual a configuração do material? No Blendigo você deve escolher o material do objeto como sendo do tipo Emitter para que o mesmo emita energia luminosa. Você deve apenas ter muito cuidado com a cor da luz, que deve ser alguma coisa próxima do branco, para que você não tenha um ambiente com iluminação distorcida.

Pronto! Com tudo configurado é só acionar a renderização, que no meu caso levou aproximadamente 1 hora e meia para gerar esse resultado. Todo o processo foi feito no Ubuntu, com o Indigo sendo executado com o Wine.

Espero que com esse exemplo, os artistas envolvidos com renderização no Mental Ray, V-Ray ou Final Render descubram que o Blender com o Indigo pode gerar o mesmo tipo de simulação, com objetos emitindo luzes como eles fazem com o 3ds Max ou Maya.

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

2 Comentários

  1. Jason José do Nascimento 20/07/2008 em 7:46 pm

    Eu estava lendo o artigo sobre Estudo de Iluminação e me chamou atenção o tempo de renderização (1 hora e meia).

    No caso de apresentar esse mesmo projeto com animação, qual são as alternativas para fazer um trabalho satisfatório e viável.

  2. Luiz Dellion 10/12/2009 em 4:32 pm

    Prezados
    Sou um artista brasileiro, residente no Rio de Janeiro.
    Gostaria de mostrar minha obra, saber se existe uma Possibilidade de expor em sua galeria.
    Ou de trabalharmos juntos, por meio de representação.
    Meu site: http://www.luizdelionn.com.br

    Aguardo resposta
    att
    Luiz Delionn

Deixar Um Comentário