Clicky

Blender Game Engine: Exemplos de interações avançadas e DEMO do Yo Frankie!

Antes de começar o assunto propriamente dito desse artigo, quer apenas avisar que o DEMO do Yo Frankie! Está disponível para download em todas as plataformas. Como o próprio nome mesmo diz, esse é apenas um DEMO do jogo. O download pode ser feito nesse link.

Repare que existem versões com e sem GLSL. Se a sua placa de vídeo não suportar o uso desse tipo de recurso, recomendo que tente usar a versão sem o GLSL. Ainda não tive tempo de jogar o DEMO para avaliar, mas assim que tiver um pouco mais de tempo, faço uma análise mais detalhada e técnica.

Agora, voltemos a falar sobre a Game Engine.

Assim como outras ferramentas 3d, o Blender exige dedicação e prática para que o artista 3d possa aprender e dominar a ferramenta. Apesar da prática com a ferramenta ser ponto fundamental para o aprendizado, sempre é importante visualizar e analisar alguns exemplos de interações complexas, para garantir um perfeito entendimento de como os blocos de lógica funcionam. Mesmo sendo uma ferramenta fantástica, os blocos de lógica do Blender 3D, que permitem que uma animação interativa seja criada sem a necessidade de sequer uma linha de código, esbarram nas mesmas dificuldades que a maioria das pessoas tem ao se deparar com o editor de nós; a quantidade de opções.

A quantidade de opções e variações dos blocos é tão grande, que você fica literalmente sem saber como começar até mesmo as interações mais simples. Por isso, alguns exemplos de interação avançadas na Game Engine são sempre bem-vindos.

Nesse link, que leva a um post no blenderartists.org, um artista 3d publicou vários links para recursos com simulações avançadas com a Game Engine. Cada link apresenta um arquivo .blend com a cena de exemplo, assim como uma breve explicação de como o recurso funciona.

Essas são as cenas, com as respectivas simulações encontradas no link:

  • Cena de exemplo para água animada na Game Engine
  • Cena de exemplo para inteligência artificial na Game Engine – Aqui o objetivo é fazer com que objetos aprendam seu caminho dentro da Game Engine. Por exemplo, ao entrar em um cenário, um determinado personagem poderia aprender como desviar de obstáculos. Nenhuma linha de código é usada, apenas os blocos de lógica
  • Cena de exemplo para chuva em tempo real
  • Cena de exemplo para uma fonte d'água em tempo real
  • Cena de exemplo para partículas em tempo real – As partículas aqui são usadas para simular areia e poeira.

Se você tem interesse em desenvolver jogos com o Blender 3D, recomendo que faça o download os arquivos indicado no post, para estudar a maneira com que os blocos de lógica estão interligados, para que depois seja possível aplicar os mesmos princípios nos seus projetos.

2017-04-11T10:33:54+00:00 By |Blender Game Engine, Geral|6 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

6 Comentários

  1. cristo 17/09/2008 em 1:43 am

    Baixei os dois na versão for linux, a versão com glsl e a versão sem glsl, no fato a diferença entre os dois são facilmente notadas, a versão que usa de glsl tem os gráficos mais limpos e mais chamativos, as sombras são visíveis assim como todos os efeitos de luzes, mas a versão sem glsl tem uma dinâmica muito maior em termos de velocidade, contudo os gráficos são mais escuros e menos nítidos em relação a versão com glsl, nem são notados todos os efeitos de luzes e muito menos as sombras do ambiente, mas em compensação a velocidade é bem maior, contudo por pouco tempo, pois quando uma cena tem uma quantidade excessiva de efeitos a mesma acaba por ficar travando, ao contrário da versão com glsl.

  2. cristo 17/09/2008 em 1:48 am

    Mas o que mais me impressionou foi o fato do jogo ter sido completamente construído usando a BGE, neste caso a própria BGE evoluiu muito mais do que se imaginava, creio que agora a mesma poderia ser usada para criar jogos em estrutura real.

  3. laion 22/03/2009 em 1:56 am

    isso é loucura, quem diabo vai saber fazer isso?

    eles mistura codigos com a engine pronta…

  4. Exploração – Todas faces interativas do ensino « Blender 3D carioca – Rafael Junqueira 10/06/2009 em 11:25 pm

    […] Física – E=mc² se tivesse então o E=mc³? […]

  5. osmar 09/09/2010 em 6:14 pm

    gostaria de fazer curso relacionado ao blener
    pois sou facinado por arte

  6. josh 13/10/2010 em 5:00 pm

    muito bom a engine ja vou trabalhar no meu projeto habulu ai quem quiser ver vai la no you tube

Deixar Um Comentário