Clicky

Qual é o software 3D mais rápido? Estudo faz comparação entre Maya, Softimage e 3ds Max.

Aqui vamos nós falar sobre comparações entre ferramentas 3d novamente, sendo que aqui o objetivo é analisar a performance de três softwares, em quesitos relacionados com desempenho frente a cenas complexas e pesadas, assim como alguns itens de hardware mais atuais, como processadores de múltiplos núcleos. Às vezes, recebo um e-mail de algum artista em dúvida, sobre o desempenho da sua ferramenta 3d depois de fazer um upgrade de software, achando que as suas ferramentas deveriam ser mais rápidas. Isso é muito comum, quando os sistemas de 64 bits entram em cena, com o Vista 64 e softwares já otimizados para esse tipo de sistema.

O segredo de tudo é o software, mais especificamente a ferramenta 3d. Esse ponto é tão importante hoje, que muitas empresas já usam esse tipo de recurso como diferencial, como é o caso da Maxon que divulga o seu Cinema 4D 11, como sendo uma das únicas aplicações 3D que usam “todos” os 64 bits do Mac Os X Leopard.

Bem, vamos voltar ao assunto do artigo. Caso você seja usuário do 3ds Max, Maya ou Softimage o estudo que vou divulgar aqui no Blog é do interesse de todos esses artistas. O estudo foi realizado por um centro de pesquisas chamado Jon Peddie Research (JPR). A pesquisa foi realizada em parceria com a Softimage, que provavelmente queria fazer uma comparação do seu software com as ferramentas da Autodesk.

3D Simulation

Visite esse link para fazer o download do arquivo PDF e das cenas usadas para o teste de desempenho.

Se você está fazendo uma pesquisa científica ou trabalho acadêmico, relacionado com computação gráfica, o material pode ser de grande auxílio, como referência sobre desempenho de hardware em softwares 3d e computação gráfica de alto desempenho.

Os itens testados na pesquisa foram os seguintes:

  • Renderização
  • Shaders personalizados
  • Processadores com múltiplos núcleos
  • Uso de memória em sistemas de 64 bits

Para testar esses itens, os pesquisadores selecionaram algumas cenas complexas, que apresentavam algumas características distintas, como grande quantidade de polígonos, partículas e outros itens que demandam muitos recursos do hardware.

Alguns critérios para os testes com os softwares também foram estabelecidos, como:

  • Apenas o aplicativo testado estava aberto no momento do teste
  • Todas as animações eram executadas em 24 quadros por segundo
  • Os modelos eram abertos em modo wireframe, para evitar a influência da GPU

Quem ganhou? Na média dos testes o Softimage XSI foi o vencedor.

Mesmo sendo uma pesquisa feita em parceria com a Softimage, o que pode comprometer um pouco a imparcialidade, esse tipo de pesquisa até explica alguns movimentos na indústria de computação gráfica, na migração de sistemas da Autodesk para o Softimage XSI.

Faça o download do estudo, assim como os modelos usados para o teste e tire suas próprias conclusões.

Uma coisa que esse tipo de ferramenta não consegue, e que o Blender 3D por ser de código aberto pode fazer, é possuir versões otimizadas para determinados tipos de hardware. Visite o graphicall.org e você encontra versões do software próprias para processadores mais recentes e mais antigos.

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um Comentário

  1. Assis Haubert 02/10/2008 em 12:12 pm

    Olá,

    Até hoje eu não vi nenhum estudo que um determinado fabricante estivesse envolvido de uma forma ou de outra, que os resultados não fossem favoráveis a este fabricante.

    Para haver credibilidade em um estudo deste tipo, o mesmo deveria ser totalmente isento. Da forma que eles conduziram, o mesmo não pode ser considerado sem muitas ressalvas.

    []’s

Deixar Um Comentário