Clicky

Apresentação sobre novidades para o V-Ray na Siggraph 2008

Depois de alguns meses do término da siggraph 2008, alguns vídeos gravados durante conferência ainda estão sendo publicados por vários usuários, que tiveram a sorte e privilégio de visitar a feira. Essa semana um vídeo, com uma apresentação feita no encontro de usuários e artistas do V-Ray. A pessoa responsável pela apresentação foi ninguém menos que Vlado, um dos principais desenvolvedores da ferramenta e pessoa influente na Chaos Software, empresa que mantém e comercializa o V-Ray.

Antes que você assistia a apresentação, devo comentar algumas coisas em relação à qualidade do material. A primeira é sobre a disponibilidade do conteúdo apenas em inglês, e a segunda é que mesmo para os que entendem um pouco de inglês, a qualidade do áudio está sofrível. Muito provavelmente o vídeo foi gravado com um celular, ou dispositivo com um péssimo microfone, sem falar da acústica da sala que não devia ser boa também.

Agora que você já sabe desse pequeno detalhe do vídeo, essa é a apresentação:


Siggraph 2008 V-Ray User Group: Vlado presents V-Ray from Torgeir Holm on Vimeo.

Entendeu alguma coisa?

Eu sei, para tentar ajudar um pouco mais no entendimento do que foi apresentado, fiz uma pequena relação com os assuntos abordados ao longo da apresentação.

O Vlado fala sobre três recursos do V-Ray:

A primeira parte do vídeo é destinada a integração do V-Ray com o Activeshade do 3ds Max, e se você não assistiu ainda, vá conferir o vídeo novamente, pois isso é praticamente render em tempo real. Claro que é importante dizer que o computador usado na apresentação deve ser extremamente poderoso, para comprovar isso é só perceber a velocidade com que ele carrega o 3ds Max.

No vídeo o Vlado manipula um modelo de carro, em que o render com iluminação global está ativado. Ao mover a câmera, o modelo acompanha o movimento e o carro é renderizado novamente em alguns instantes. Depois ainda são feitas várias pequenas modificações nos materiais do objeto, e a mesma coisa acontece, a Viewport é atualizada automaticamente.

Na última parte da apresentação, são apresentadas melhorias no renderizador e uma nova maneira de calcular a interação dos materiais com a luz. O algoritmo do BRDF é extremamente poderoso, como é possível perceber no link indicado no início do artigo, ele será usado no V-Ray para esse tipo de cálculo. Qual a diferença?

A diferença é que mais variáveis são adicionadas no processo de renderização, para gerar imagens ainda mais reais.

Mesmo que você não entenda nada na apresentação, preste atenção na projeção do 3ds Max, para conhecer essas novas opções.

2017-04-11T10:33:49+00:00 By |Eventos e Concursos|1 Comentário

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um Comentário

  1. Alex 04/10/2008 em 9:31 pm

    Meu max também carrega rapido assim, depois de eu já ter aberto ele uma vez. Na primeira vez que carrega, é demorado, mas depois, parece que os arquivos ficam na memória ram. Por isso carrega rápido. Foi o que provalvelmente aconteceu…

Deixar Um Comentário