Tutorial de renderização com Mental Ray e 3ds Max: Caustics

Quando o assunto é renderização de cenários, existe um tipo de superfície que sempre representa um grande desafio para qualquer artista; a água. A representação de grandes superfícies com água pode ser um verdadeiro pesadelo, caso você não conheça as ferramentas e truques, para representar de maneira realista as reflexões e principalmente os efeitos de caustics que a água gera. Os artistas que usam o 3ds Max, podem se aproveitar das opções que o Mental Ray oferece para simular esse tipo de ambiente.

O Mental Ray é um renderizador externo que já acompanha as versões do 3ds Max há algum tempo, mas ele não é muito usado pela maioria dos artistas, devido à complexidade e enorme quantidade de opções disponíveis para ele. Isso acaba afastando a maioria dos usuários para opções como o V-Ray ou Final Render, que são muito mais fáceis de configurar.

Mesmo assim, para os que estão interessados em aprender mais sobre o funcionamento e configuração do Mental Ray, usando as opções de Caustics, o tutorial abaixo é muito bom! Ele começa mostrando uma breve introdução a modelagem poligonal, com a apresentação das opções de modelagem como Extrude, Inset e outras. Tudo para deformar um cubo e criar um cenário para a água.

A luz escolhida para a cena se chama mr Area Omni, configurada para parecer com um cilindro. O objetivo dessa luz é simular o efeito de uma lâmpada fluorescente. A superfície de água é um plano simples, com alguns modificadores aplicados como Tessellate, TurboSmooth e Displace. Com o modificador Displace, um mapa de Noise é usado para criar as ondulações da água.

Depois que o cenário está pronto, com a fonte de luz devidamente posicionada e os materiais configurados o Mental Ray pode ser acionado. O primeiro item específico do Mental Ray configurado é o material aplicado a água, nesse ponto não há nada em especial.

O segredo para conseguir o efeito está no painel de renderização, em que existe uma área especial apenas para a configuração dos caustics. Lá você deve acionar a opção Enable, e na parte inferior a opção All Objects Generates & Recieve GI and Caustics. Essa última opção é muito importante, pois é ela que determina a interação da maioria dos objetos na cena, quando os mesmos são atingidos pelos fótons.

No final, basta escolher a quantidade de fótons usados na simulação, para determinar a qualidade do render e o Decay que determina a vida dos raios de luz.

Agora é só acionar o Render, para que você visualize um objeto semelhante a uma caixa de água, com os caustics sendo projetados na parte inferior.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

4 comentários sobre “Tutorial de renderização com Mental Ray e 3ds Max: Caustics”

  1. Por falar em renderização!! talvez seja ate uma duvida colocada no lugar errado!! mas alguem pode me dizer como usar aqueles materiais que estao disponiveis na pagina do indigo!! arquivos em .pigm e .igm !! a onde eu coloco isso , otimos materais prontos, so falta saber como usar isso !! Allan ! se puder me ajudar !! desculpe-me por postar fora do lugar !!

  2. Oi Leonardo,

    Para usar esses materiais você precisa editar o arquivo da cena exportada pelo Blender. Não é possível ainda usar esses materiais pelo Blendigo.

    Vou tentar compilar um tutorial sobre o assunto!

    Abraços

  3. Valeu Allan !! Vou aguardar o Tutorial com ancioso !! Tem coisas no Blendigo que ainda ficaran indefinidadas de como funcionan!! a textura por exemplo nao obedece o blender!!parece que estica a textura, a funçao repeat nao funciona no indigo !!os tacos do chao de madeira nao aparece !! Valeu !!!

  4. Oi Allan não consigo aplicar os materias em 3Dmax 2009
    se puder me ajudar agradeço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *