Blender Game Engine pode receber mais um impulso no desenvolvimento

Nas últimas versões do Blender, em especial depois que o projeto Yo Frankie! foi finalizado a Game Engine do Blender 3d vêem recebendo inúmeras melhorias e otimizações, para se integrar e facilitar a criação de animações interativas e jogos. Entre essas melhorias está a incorporação de shaders e opções para usar GLSL que possibilita visualizar com muita fidelidade os materiais a iluminação na 3D View do Blender antes mesmo do render. Esse é um recurso muito importante do Blender 3D, pois a maioria dos softwares 3d e até mesmo ferramentas como o Photoshop CS4, se integram fortemente com a GPU para prover opções avançadas de visualização.

O Blender 2.49 também apresenta várias melhorias para a Game Engine, mas você deve estar se perguntando até onde essas melhorias podem chegar? Quer ver um exemplo do que já é possível fazer com as ferramentas de visualização que estão sendo preparadas para a Game Engine? Esse link leva até uma página nos fóruns Blenderartists.org, em que um usuário chamado martinsh, criou e explicou os procedimentos para elaborar a cena dessa animação:

Antes que você possa ter alguma dúvida sobre a natureza desse material, o que você está vendo no vídeo é a Game Engine do Blender 3D. Sim, esse video não é um render feito de maneira tradicional, mas uma aplicação usando render em tempo real! No link que leva até a mensagem no fórum, você pode fazer o download dessa cena para conferir como o martinsh criou o ambiente. Esse é um dos artistas mais talentosos em termos de visualização usando a Game Engine do Blender 3D, você deve lembrar dele dos primeiros testes com o GLSL em que uma animação de um banheiro foi criada, inclusive misturando soft bodies. Pois bem, ele foi o autor daquela animação também.

Agora, por mais incrível que pareça isso não é tudo. Nos últimos dias uma notícia muito interessante foi publicada no mesmo fórum de usuários, em que ficamos sabendo que uma empresa americana está disposta a investir no desenvolvimento da Game Engine do Blender 3D, para que ela se torne uma ferramenta de primeira linha para desenvolver jogos. Você pode encontrar o anuncio desse projeto nesse link, em que temos até um brasileiro participando da equipe, o Dalai Felinto que já se envolvia bastante com projetos da Game Engine.

Essa empresa se chama Twilight 22, e o projeto do martinsh já faz parte dos projetos de melhoria da Game Engine e dos filtros 2D do Blender. Isso faz parte de um jogo desenvolvido pela empresa.

Agora só nos resta esperar para conferir até onde a Twilight 22 vai desenvolver a Game Engine do Blender 3D. O projeto é muito promissor!

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

6 comentários sobre “Blender Game Engine pode receber mais um impulso no desenvolvimento”

  1. Infelizmente o BGE ainda tem problemas com as placas ATI. Pra ver como no vídeo, só com placas nVidia.

  2. :O

    Impressionado xD

    já é a segunda vez, depois daquele demo do Banheiro que ele havia feito…

    E quanto os problemas das placas da ATI, o problema é com eles e não com o Blender, a ATI que não faz drivers que prestam em relação a isso, mas parece que ultimamente eles vem melhorando…
    Mas, duas Ótimas noticias em um mesmo post é coisa rara! 😀

    nossa, só quero ver como vai ficar o blender depois dessa da empresa que irá ajudar no desenvolvimento do Blender; quem sabe essa moda pega!

  3. @Adriano

    O principal problema neste caso nem é o Blender é a OpenGL, primeiro que quem dita muitas coisas na OpenGL é a nVidea (pelo que me lembre sócia majoritária do consorcio), de forma que a ATI nem implementa bem estes conceitos, ou fato interessante também é que os drivers da ATI possuem menor qualidade em relação aos drivers da nVidea.

    Para o pessoal que usa Ubuntu o suporte as GPUs da ATI melhoraram muito, contudo é sabido que este problema será resolvido com a chegadas das famosas CPU/GPUs integradas, coisas estas que estão sendo desenvolvida pela ATI/AMD (mas que anda passando maus bocados), Intel e talvez nVidea. Com a chegada desses novos processadores então problemas relacionados com a renderização gráfica estarão resolvidos.

  4. Essas noticias animam bastante, e instigam a pessoa a arriscar nesse ramo… Pessoalmente eu sempre uma vontade muito grande de aprender Blender.

    >ficamos sabendo que uma empresa americana está disposta a investir no desenvolvimento da Game Engine do Blender 3D, para que ela se torne uma ferramenta de primeira linha para desenvolver jogos.
    R: Espero que isso não se torne razão para tornar o programa pago…
    🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *