Clicky

Tutorial para criar vegetação realista com o V-Ray e 3ds Max

As técnicas necessárias para elaborar vegetação em 3d são variadas e apresentam resultados bem distintos, sendo algumas delas extremamente realistas, mas com consumo excessivo de recursos do computador, o quem em algumas situações deixa o processo inviável para animações. Outras técnicas são mais eficientes, permitindo elaborar simulações mais simples e com tempo de render bem mais rápido. Como parte da ambientação de um modelo 3d, principalmente se o objetivo da imagem for promover vendas de edificações, a criação de vegetação é fundamental. O primeiro passo para trabalhar uma boa representação de vegetação é a simulação de grama, presente em praticamente qualquer área verde de um cenário.

Basicamente é possível partir para duas soluções de criação de vegetação, baseadas em geometria ou texturas. A solução baseada em texturas, pode apresentar bons resultados se a câmera estiver distante do plano. Como não é possível trabalhar com muitos detalhes, a representação é eficaz e leve para renderizar. Nos casos em que a câmera está mais próxima, a melhor solução é trabalhar com geometria, o que significa modelar em 3d cada uma das folhas. Mas, apesar do iminente trabalho que isso possa representar, existem ferramentas que ajudam no processo, deixando tudo mais simples e rápido.

Para quem usa o 3ds Max em conjunto com o V-Ray para representar esse tipo de superfície, uma das melhores opções hoje é o V-Ray Proxy. No tutorial em duas partes, que indico nesse artigo, um artista 3d usa a ferramenta para criar a seguinte imagem:

valley

Sim, isso é uma renderização usando o V-Ray. Até poucos anos atrás, a simples menção de uma superfície como essa em 3d, faria com que pensássemos apenas em soluções de renderização em rede de alto desempenho. Com as tecnologias de instanciamento disponíveis hoje, podemos muito bem fazer isso com PC`s comuns.

Você pode conferir os tutoriais nos seguintes links:

No tutorial o autor mostra como é possível usar grama e vegetação criada com base em geometria, isso significa que todos os elementos visíveis na cena são geometria. Ele modelou apenas uma folha, para depois usar um script que distribui os elementos sobre uma superfície. O Script se chama advanced painter.

Depois que os objetos estão distribuídos sobre uma área menor, ele converte os modelos 3d para um VRay Mesh, para que os mesmo sejam reconhecidos no V-Ray Proxy. Isso não é tudo, pois no meio do tutorial o autor dá ótimas dicas para trabalhar com o V-Ray proxy e V-Ray Scatter, responsáveis pela distribuição dos modelos. Por exemplo, os modelos 3d não devem ser instancias uns dos outros, caso isso aconteça você terá problemas para manipular o material.

Na segunda parte do tutorial é possível acompanhar a configuração de detalhes como os materiais aplicados as folhas. Para quem usa o 3ds Max e tem interesse no render com o V-Ray e esse tipo de ferramenta, o tutorial é muito informativo!

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

4 Comentários

  1. Tiago 05/05/2009 em 1:03 pm

    Excelentes tutoriais, são coisas deste tipo que não aprendemos em cursos mas que fazem toda a diferença.

  2. Bruno 17/05/2009 em 10:40 pm

    Alan será possivel fazer o mesmo mas com o mental Ray? irá haver muita diferença?

  3. Allan Brito 18/05/2009 em 7:45 am

    Oi Bruno,

    A parte de modelagem e representação da vegetação até que não, mas seria necessária outra solução para criar instâncias no Mental Ray. Esse exemplo é específico do V-Ray Scatter.

    Abraços

  4. bruno 16/12/2009 em 8:37 pm

    Alan, tem a versao trial do plugin v-ray para max 3d 2010? abraçao!

Deixar Um Comentário