Tutorial ArchiCAD: Controle energético com o IES

O SketchUp é muito famoso pelas suas facilidades e simplicidade com que aborda a criação de modelos 3d, deixando o trabalho de elaboração de maquetes eletrônicas muito simples. Mas, é pelos seus plugins e ferramentas gratuitas que permitem trabalhar com controle ambiental e energético que ele está sendo adotado, inclusive por artistas especializados no uso apenas de ferramentas como o 3ds Max e Blender 3D. Um desses plugins é o IES, sendo um dos mais simples e práticos de usar para esse propósito.

O IES não funciona apenas com o SketchUp, sendo possível aproveitar as suas ferramentas em softwares como o ArchiCAD também. Nesse tutorial que encontrei essa semana no Youtube, podemos acompanhar o processo completo de configuração de um projeto no ArchiCAD, para aproveitar as ferramentas do IES.

No ArchiCAD precisamos delimitar as áreas do projeto para que o IES possa realizar os cálculos e gerar o relatório de consumo energético e ambiental da edificação. O procedimento é bem parecido com o que acontece no SketchUp, caso você já tenha usado essa mesma ferramenta com o software do Google. A ferramenta responsável por fazer isso no ArchiCAD se chama Zone. Com essas zonas no ArchiCAD, iremos delimitar as áreas internas e externas do projeto, assim como separar os ambientes em salas, quartos, cozinha e outros.

Com a configuração das zonas concluída, ainda é necessário fazer alguns pequenos ajustes nos objetos, como a determinação das alturas de cada uma dessas zonas. Para que o IES possa fazer de maneira correta os relatórios de consumo energético, o mesmo precisa de informações precisas sobre a abrangência dos espaços. Quando tudo estiver pronto, podemos exportar o modelo 3d para o formato de arquivo que o IES entende, um arquivo de texto no formato XML.

Já no IES temos a liberdade de fazer os ajustes e controles para o projeto, como a seleção de cada um dos cômodos configurados, determinando o nível e intensidade da iluminação recebida. As opções e flexibilidade de ajustar diversos parâmetros para melhorar o nível de informação dos relatórios. O IES não mostra as soluções para cada tipo de projeto, mas apresenta relatórios de consumo capazes de fornecer as informações e dados necessários para que o arquiteto ou engenheiro possam tomar as decisões necessárias para melhorar o consumo energético de uma edificação.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *