Cinema 4D e Xpresso: Criando controles para cenas 3D

Uma das principais tendências em termos de evolução para os softwares 3d hoje em dia é o uso continuo de nós, para criar e configurar os mais diversos elementos nesses softwares. O Autodesk Softimage tem o ICE, para criar e configurar objetos 3d e efeitos especiais. O Houdini 3D é um ótimo exemplo dos avanços e técnicas refinadas de manipulação procedural dos elementos em 3D usando nós. O vídeo que mostro hoje fala sobre o uso de um desses módulos que trabalha objetos 3d em softwares, mas dessa vez o foco é no Cinema 4D que tem um módulo chamado Xpresso.

Esse é o módulo do Cinema 4D que permite usar nós para elaborar ferramentas personalizadas e também ajustar alguns aspectos da cena 3D.

No tutorial o autor precisa elaborar um controle simples que determina se os objetos na cena estão suavizados ou não. O problema que o artista tenta resolver é bem simples, mas pode economizar muito tempo em termos de edição. Para que os objetos presentes na cena fiquem suavizados ou não, é necessário selecionar cada um dos objetos e alterar as configurações do modelo 3d.

Seria como se em qualquer software 3d, você adicionasse um modificador em inúmeros objetos na cena, e depois precisasse desligar ou acionar os modificadores ao mesmo tempo.

Para conseguir fazer esse tipo de controle, o autor adiciona na barra de controles personalizados do Cinema 4D um checkbox, e associa esse checkbox aos nós do Xpresso. Na janela de configuração dos nós, o mesmo adiciona cada um dos objetos fazendo a ligação de todos os modelos 3d ao controlador. Na própria cena é demonstrado outro controlador do tipo slider que controla a rotação de um objeto na cena. Se você é usuário do Cinema 4D, esse tipo de recurso pode ajudar muito nos ajustes e configurações de uma cena. Principalmente quando o assunto é economizar tempo de edição.

A tendência dos softwares é usar de maneira enfática esse tipo de recurso. O desafio para trabalhar com nós na configuração de elementos como esses é organizar a seqüência de objetos, pois a quantidade de opções e possibilidades para esse tipo de interface é significativamente maior.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *