Comparação entre o 3ds Max 2010, AutoCAD 2010 e CATIA para modelagem 3d de produtos

Os profissionais que trabalham com desenho industrial precisam de softwares e ferramentas 3d que os habilitem a trabalhar com curvas complexas, e o mais importante de tudo, uma maneira de integrar as suas criações com os meios de produção da indústria. Por exemplo, não adianta criar um produto que possa ser apenas representado em softwares 3d como o 3ds Max, sem que seja possível colocar o mesmo em produção, e de preferência em série. As pessoas que trabalham com design de produtos geralmente ficam em dúvida sobre a escolha da melhor ferramenta para conseguir criar seus projetos, uma suíte 3d de animação é suficiente?

A principio as suítes 3d podem resolver de maneira satisfatória esse tipo de demanda, mas existem softwares apropriados para cada tipo de atividade. No caso das pessoas envolvidas com design industrial, o mais indicado mesmo é que seja adotada uma ferramenta como o Rhino 3D ou o CATIA, que é um softwares extremamente poderoso de modelagem 3d usado em indústrias automobilísticas e aeroespaciais em todo o mundo. Mas, quais as diferenças entre o 3ds Max e o CATIA? Quais as vantagens no uso de cada um deles?

Para responder essa pergunta, você pode conferir um artigo muito interessante escrito por um artista 3d da Rússia, que por sinal está escrito em russo também, mas nada que o Google não possa resolver com uma tradução automática. O artigo que compara o 3ds Max com o CATIA para design de produto pode ser conferido aqui.

modelagem-produto-CATIA-3d

Depois de ler o artigo e a excelente tabela de comparação com os recursos existentes em cada uma das ferramentas, você vai perceber que ambos os softwares apresentam vantagens e desvantagens bem claras. O 3ds Max não apresenta suporte a estudos de ergonomia e modelagem usando sólidos. Repare também que o AutoCAD 2010 entra na tabela comparativa e ele perde feito para os recursos de modelagem usados no CATIA.

Qual a conclusão? Entre as opções apresentadas, o CATIA é mais completo em termos de recursos e ajuda muito mais nos projetos de design focados no desenvolvimento de produtos. Agora a parte não muito agradável, uma licença do CATIA custa aproximadamente 15.000 dólares. Por isso é que não encontramos esse tipo de ferramenta sendo usada em empresas de pequeno e médio porte.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *