Clicky

Com que velocidade você atualiza seus softwares de computação gráfica?

Com a aproximação do lançamento do Blender 2.50 previsto para Outubro, os usuários estão se preparando para fazer a atualização do software assim que uma versão estável da ferramenta for lançada. Uma parte dos usuários deve fazer isso imediatamente, mas muitas pessoas assim como eu devem esperar um pouco para passar o seu ambiente de produção para a nova versão do software, assim que ele for lançado. Esse tipo de questionamento não é restrito aos usuários do Blender 3D, mas envolve todos os artistas que trabalham com modelagem 3d, animação ou computação gráfica de maneira geral.

A aplicação de softwares novos e com os quais você tem pouca experiência em ambientes de produção é algo muito arriscado, pois o aparecimento de problemas e dificuldades para as quais você não estava preparado é muito grande. Qualquer tipo de dificuldade no uso do software acarreta em atrasos na produção e que inevitavelmente acabam se convertendo no comprometimento dos prazos. Se você já trabalhou em projetos comerciais, sabe que o atraso na entrega dos trabalhos envolve multas e prejuízos financeiros. Por isso, o assunto deve ser levado de maneira muito séria.

It's here. CS3 on the house.

Uma prática comum de muitos usuários é fazer a atualização das ferramentas, apenas quando for disponilizada uma versão posterior ao primeiro lançamento da ferramenta já com os problemas iniciais encontrados e resolvidos. Por exemplo, os usuários do 3ds Max geralmente fazem a atualização depois que um Service Pack é lançado.

Outro ponto a considerar é a retrocompatibilidade entre projetos. Essa retocompatibilidade pode salvar um projeto, principalmente quando são necessárias apenas pequenas atualizações em um projeto, como a alteração de objetos nas cenas. Semana passada mesmo, precisei realizar uma atualização simples em um projeto de visualização arquitetônica desenvolvido em 2007. Nessa época os softwares usados para criar a visualização foram o Blender 2.43 e o YafRay 0.0.9. Se fosse necessário atualizar o projeto para o YafaRay 0.1.1, seria preciso testar as configurações de iluminação e os ajustes da cena novamente. Como a atualização demandava apenas que alguns blocos de móveis fossem substituídos, foi necessário apenas instalar os softwares novamente e depois de uma rápida edição, renderizar a cena.

E você? Com que velocidade atualiza os softwares usados para seus projetos? Imediatamente? Espera um pouco?

Com que velocidade você atualiza seus softwares 3D?(polling)

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

2 Comentários

  1. k_co 19/08/2009 em 3:36 pm

    Boa Tarde Allan Brito!
    Gostei muito das modificações da programação em python que estão em uso no blender 2.49a, mas uma coisa me deicou frustrado, foi que agora o pygame não funciona mais, nem aquele outro programinha de video fmv que deichavam a game engine do blender completo por proporcionar o uso de mp3 e video. Gostaria de sua ajuda nesse sentido, se há alguma outra ferramenta que eu posso usar para executar esses formatos em meus projetos de jogos.
    Desde já agradeço ancioso por retorno.
    k_co

  2. Ismael 21/08/2009 em 7:46 pm

    O problema de manter um ambiente antigo hoje em dia pode ser contornado com relativa facilidade usando Virtualização.

    Pode usar por exemplo o Virtual Box.

    Instala o sistema operacional e mais os programas que usa, deixa tudo configurado. Depois pode guardar tudo em DVD (instalando pouca coisa deve caber).

    Se um dia precisar na emergência, coloca essa máquina virtual para rodar no Virtual Box e pronto.

    Já a retrocompatibilidade não tem muito o que fazer. Só rezar/incomodar para que os desenvolvedores dêem meios de exportar/importar para/de versões anteriores.

Deixar Um Comentário