Clicky

Tutorial ArchiCAD: Criando telhados para maquetes eletrônicas

Os softwares e tecnologias próprias para ajudar a desenvolver projetos para arquitetura e engenharia, como as famosas ferramentas de CAD, acabam deixando muita gente confusa e sem ter noção sobre qual é a melhor opção para a sua área. Aqui no Brasil é inegável que a grande maioria dos cursos de graduação aposta e incentiva o uso do AutoCAD, seja para trabalhar com projetos elétricos ou topografia a maioria tem um curso de AutoCAD na própria faculdade. Muito disso é resultado das indicações dos próprios professores e de uma base tecnológica já adquirida e que não pode ser desperdiçada. Imagine se uma instituição que gastou um bom dinheiro para montar um laboratório de informática com o AutoCAD, vai incentivar os alunos a trabalhar com outro software?

Bem, ainda acredito que o certo mesmo é aprender o funcionamento do software e tentar se adaptar ao máximo de ferramentas possíveis. Assim você domina os meios de produção e não o contrário.

Uma das principais vantagens em usar ferramentas que são especializadas em apenas certos segmentos, como o ArchiCAD para arquitetura, é que temos opções próprias para criar elementos da própria área. Ao aprender o AutoCAD apenas, você tem domínio sobre o ambiente de desenho, mas sem controle sobre opções como o desenho de telhados. Por exemplo, para conseguir criar um telhado em 3d é necessário trabalhar com sólidos, usando uma mescla de extrude e operações booleanas. No final do processo, teremos um sólidos com aparência de telhado, mas que o AutoCAD reconhece apenas como um modelo 3d genérico.

Quando o mesmo processo é executado pelo ArchiCAD, a modelagem é direcionada para os elementos que estão sendo elaborados. No vídeo abaixo, podemos acompanhar os métodos para criar um telhado em 3d no ArchiCAD, em que fica fácil de perceber como o próprio software já faz boa parte do trabalho.

O vídeo mostra a criação de um telhado com múltiplas águas, em que o usuário precisa apenas identificar as bordas das paredes, para que o próprio ArchiCAD posicione e organize as águas do telhado, depois que o usuário adiciona algumas informações sobre o objeto. No segundo exemplo o telhado é criado apenas com uma água, mas o diferencial é que as paredes em 3d foram adaptadas automaticamente a inclinação do telhado.

Se você não tinha idéia das diferenças, agora já sabe um pouco mais sobre as vantagens de uma ferramenta especializada. O mundo do CAD não se resume apenas ao AutoCAD.

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um Comentário

  1. Leonilda 19/04/2010 em 11:19 am

    veja

Deixar Um Comentário