Clicky

Exercícios de modelagem 3d para dominar edge modeling

O processo de aprendizagem das técnicas necessárias para conseguir criar bons modelos 3d, envolve muita prática e dedicação no domínio da ferramenta 3d usada para o estudo, mas também das soluções necessárias para criar bons modelos 3d, usando como base estruturas que tenham apenas faces triangulares e quadradas. Nas minhas aulas em que o assunto é modelagem 3d, sempre tento passar esquemas de modelagem abstratos que sirvam de base para uma prática mais elaborada na resolução desses problemas. Por exemplo, ao passar uma malha 3d com a topologia totalmente bagunçada e pedir para que o artista reconstrua aquela malha, usando apenas quadrados e triângulos, ajuda a desenvolver o olho clínico dos artistas para problemas de topologia.

É claro que a maioria das pessoas não gosta desse tipo de exercício, principalmente depois que percebem a quantidade de ferramentas e pequenos ajustes necessários na malha com uso de snap e transformações. Com o tempo a vantagem em realizar esse tipo de tarefa acaba aparecendo de maneira natural. Se você quiser ter uma boa idéia de como esses exercícios podem ser desenvolvidos usando esquemas abstratos, encontrei uma ótima referência para quem quiser tentar desenvolver as mesmas habilidades.

Um artista 3d publicou uma série de imagens contendo esquemas de modelagem 3d, para resolução de topologia que podem ser aproveitados por qualquer pessoa interessada.

exercicios-modelagem-3d-abstrata-edge-modeling.jpg

O exercício é bem simples, e consiste na criação de uma malha 3d perfeita e regular, que deve ser adaptada e editada para apresentar as mesmas divisões e ligações existentes nas imagens mostradas. Assim que você prestar mais atenção nos esquemas de modelagem, vai perceber que os diagramas mostram pequenos desenhos feitos na malha 3d.

Pode até parecer algo menos desafiador que tentar criar o seu próprio personagem virtual, mas garanto que o processo é bem mais trabalhoso do que parece, principalmente para os usuários com menos experiências. Se você ainda está dando os primeiros passos na modelagem 3d, recomendo tentar fazer os exercícios. Os artistas que dispõe de softwares que permitem trabalhar com N-Gons, as famosas faces com mais de quatro lados em softwares 3d, devem resistir ao máximo antes de recorrer ao recurso. O uso apenas de faces quadradas ou triângulos, adiciona um nível a mais de complexidade no exercício.

O segredo é usar apenas ferramentas de corte, subdivisão, Merge ou Weld de vértices. Essas ferramentas somadas as opções de transformação (mover, rotacionar e escalonar) devem ser mais que suficientes para realizar todos os exercícios.

2017-04-11T10:29:27+00:00 By |Modelagem 3D|2 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

2 Comentários

  1. José Fernando Reinicke 10/12/2009 em 9:15 am

    Olá Allan,

    Muito interessante o artigo. A modelagem 3d é mesmo uma prática de “solução de problemas” e esses exercícios são realmente muito valiosos para o estudo deste fundamento…. Já havia encontrado no site Subdivision Modeling, algumas referências bem semelhantes às citadas no artigo e exercitando, passei a compreender melhor o funcionamento (ou o comportamento) dessas subdivisões em uma malha.

    Obrigado pela ótima dica.
    Sorte e Sucesso!!

    Do Amigo
    Reinicke

  2. Luiz Bianchini 11/12/2009 em 12:03 pm

    Eu tenho um ótimo dominio do max, mas no blender estou tendo muitas dificuldade p/ aprender.

Deixar Um Comentário