Tutorial de escultura digital com o Blender 3D 2.50

Desde que o módulo de escultura digital foi adicionado ao Blender 3D, muitos artistas que precisavam desse tipo de recurso, mas não tinham condições de adquirir uma licença do ZBrush ou Mudbox, acabaram experimentando o Blender 3D e gostando do que encontraram. A princípio a escolha tinha sido feita pela gratuidade do Blender, mas a flexibilidade da ferramenta e quantidade de recursos acabou impressionando os artistas. Essa é uma ferramenta fantástica para artistas plásticos ou alunos de cursos que precisam trabalhar com escultura de anatomia ou personagens virtuais.

O tutorial abaixo mostra o procedimento e flexibilidade desse módulo de escultura no Blender 3D 2.50, que ainda está em desenvolvimento e deve ter a sua versão final lançada apenas no segundo semestre de 2010.

No vídeo é possível acompanhar o procedimento completo para aplicar e trabalhar com escultura no objeto selecionado, que nesse caso é um cubo usado apenas para ilustrar os passos do módulo de escultura. Uma coisa que devemos sempre fazer antes de trabalhar com escultura, é adicionar grande quantidade de subdivisões ao modelo 3d, para que os detalhes criados pela escultura sejam visíveis na 3D View do Blender.

O uso de texturas associadas ao pincel (Brush) responsável pela escultura pode gerar formas e superfícies bem diferentes e complexas, permitindo adicionar detalhes e deformações bem pequenas aos modelos 3d. Nesse ponto o uso de modelos 3d com grande quantidade de subdivisões é extremamente importante, pois as pequenas deformações precisam dessa quantidade de divisões para aparecer.

Repare que boa parte dos parâmetros do modo de escultura agora fica disponível na esquerda da interface, usando o novo Tool Shelf que exibe as opções de pincéis disponíveis, assim como suas configurações.

Para poder aproveitar na sua plenitude e trabalhar com modelos 3d complexos, talvez seja indicado usar ainda o Blender 2.49 para projetos mais complexos, pois a versão Alpha 0 do 2.50 pode se tornar instável com modelos 3d com grande quantidade de polígonos. Nesse caso, é importante começar o projeto no 2.49 e fazer testes aos poucos com o 2.50.

Caso você queira fazer o download da versão Alpha 0 do Blender 3d 2.50, visite esse endereço e escolha a opção apropriada para seus sistema operacional.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um comentário sobre “Tutorial de escultura digital com o Blender 3D 2.50”

  1. Pingback: Tutorial de escultura digital com o Blender 3D 2.50 « netCAD 3D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *