A evolução da técnica de Chroma Key na produção de vídeo digital

Na criação de vídeos para cinema e TV é possível usar uma técnica muito antiga e que ganha retoques e melhorias ao longo dos anos, permitindo criar efeitos e composições cada vez melhores para contar histórias ou compor cenários. A técnica que me refiro aqui é o famoso Chroma Key, que é conhecida da maioria das pessoas em séries bem antigas. Quem não lembra dos seriados que encolhiam os personagens ou colocavam as pessoas em ambientes espaciais, mostrando uma borda levemente chuviscada em volta dos personagens denunciado o uso do Chorma Key? Com o tempo e a melhoria dos algoritmos de processamento e também na resolução e qualidade dos vídeos é possível criar efeitos impressionantes com Chorma Key.

O processo de produção com esse tipo de efeito é bem simples e envolve apenas alguns cuidados e planejamento criterioso da locação, ou do estúdio usado para fazer a gravação das imagens. O processo é amplamente usado em seriados para TV e filmes que pretendem economizar no uso de locações ou não tem orçamento, para construir ou isolar ruas inteiras de cidades.

No vídeo abaixo, podemos conferir diversos exemplos de produções e seriados que usam a técnica para economizar na produção, fazendo a composição de atores reais com cenários em fundo verde ou azul. O nível de sofisticação e composição é impressionante, pois os vídeos inclusive tem o ângulo e enquadramento da câmera planejados para se encaixar perfeitamente nos efeitos.

Repare que até mesmo em tomadas externas comuns o processo é utilizado para evitar levar grandes equipes para gravações externas. O plano de fundo pode ser gravado de maneira independente com uma equipe fazendo apenas a captura das imagens, sem a necessidade de levar atores e equipes de apoio para rua. Tudo fica concentrado no estúdio, para depois ter o plano de fundo adicionado na pós-produção.

A maioria dos softwares de edição não linear como o Adobe Premiere e o Final Cut da Apple permite criar esse tipo de efeito, mas o uso de softwares mais sofisticados como o Fusion, Shake e outros pode ajudar no refinamento do processo. Quando é necessário usar elementos em 3d a coisa complica um pouco mais, pois é necessário usar marcações no cenário e câmera tracking para sincronizar a câmera real com a virtual. Mas, ainda assim é perfeitamente possível e barato fazer esse tipo de efeito com os softwares e hardware disponível hoje em dia.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um comentário sobre “A evolução da técnica de Chroma Key na produção de vídeo digital”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *