Tutorial SketchUp e V-Ray: Usando luzes fotométricas para arquitetura

O uso de luzes fotométricas é extremamente importante para qualquer artista interessado em desenvolver projetos e renderizações realistas, independente do software ou renderizador utilizado. Para quem não sabe ou nunca trabalhou com esse tipo de arquivo, uma luz fotométrica armazena em arquivos com extensão “ies”, os dados em formato de texto de como uma fonte de luz se comporta. Portanto, podemos associar esse tipo de dado em fontes de luzes virtuais, para fazer com que as mesma se comportem exatamente como as suas referências no mundo real. É o mais próximo que temos em termos de fidelidade entre a iluminação real e a virtual.

Quando a técnica é usada em conjunto com renderizadores poderosos, como a maioria dos renders do tipo Unbiased (Maxwell Render, LuxRender, FryRender, Indigo Renderer e outros). Caso você nunca tenha usado esse tipo de renderizador, encontrei um excelente tutorial para iniciantes, abordando o uso da técnica no sketchUp e renderizando com o V-Ray. Apesar do V-Ray para SketchUp ser muito criticado por usuários avançados, pela falta de diversos recursos existentes na interface do 3ds Max que desaparecem no SketchUp, ele ainda é um ótima e poderosa opção para renderizar no SketchUp.

O tutorial sobre luzes fotométricas no V-Ray e SketchUp está salvo em PDF e pode ser copiado no link indicado no início desse parágrafo.

tutorial-sketchup-vray-luzes-arquitetura.jpg

No tutorial podemos acompanhar todos os passos necessários para ajustar uma luz no V-Ray para receber o arquivo IES, que fará com que a mesma adote as características físicas descritas no arquivo IES. Isso é feito no menu Light Editor do V-Ray em que podemos carregar um arquivo externo logo abaixo do sampling.

Depois de feito isso, basta configurar o render sem nenhum tipo de iluminação além das luzes fotométricas do próprio V-Ray, e teremos uma imagem realista e com valores corretos das luzes.

Esse procedimento é útil para todos os artistas 3d, principalmente se você trabalha com renderização de interiores para arquitetura. Como eventualmente um dos pontos de luz do ambiente deve estar acionado, para auxiliar na iluminação, a escolha de luzes fotométricas pode ajudar a criar o efeito desejado.

Se você é usuário do SketchUp e V-Ray, agora já sabe como fazer para aproveitar mais esse recurso na renderização.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

11 comentários sobre “Tutorial SketchUp e V-Ray: Usando luzes fotométricas para arquitetura”

  1. Olá, gostaria de saber qual engine é melhor para o uso das luzes IES no vray. Seria a Irradiance Map ou não??
    Muito obrogado..

  2. Percebo que em seus post você “evita” citar as fontes de onde “colheu” as informações.

    Neste por exemplo: Quem foi o autor?

  3. Como eu faço estas luzes photometric no vray do cinema 4d ?

    Desde já obrigado.

  4. Bom, consegui emitir luz, mas está emitindo espalhada e não focada, você sabe onde consigo o arquivo IES acho que isto que não esta dando certo

  5. Olá Allan,

    Eu uso vray no stk 8, algumas coisas não fecham qdo vou conferir as janelas do edir de luz. Na minha janela não pede o arquivo IES então não consigo colocar a intesidade direito.. estou meio perdida, será que você pode me ajudar???
    Obrigada

  6. sou de nacionalidade boliviana, estoi interesado em vray e sketchup, sou iniciante na area de ilustracoes para arquitetura, como faco para descargar estos plugin gratuitos ou teria que pagar por favor ne dei dicas ta bom obrigado

  7. gostaria de saber se seu livro guia do Blender 3D será vendido em Manaus, se for, aonde??Quanto irar custar em media??

  8. Estou com o mesmo problema da Simone, agora meu V-Ray esta todo desconfigurado nos ajude.

  9. Bom dia Alan sou novo na renderização e estou com um problema de configurar as lâmpadas IES no Sket.o spot no teto foca apagado. Como acendo? Um grande abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *