Clicky

Photoshop CS5 gratuito com o GIMP

Nos últimos dias você deve ter acompanhado aqui no blog as diversas notícias e tutoriais sobre o Photoshop CS5 e o seu impressionante recurso chamado Content-Aware Fill, que permite selecionar e remover elementos de imagens, identificando os pixels ao redor da seleção e fazendo o preenchimento automático. Bem, esse recurso é realmente impressionante quando assistimos as demonstrações em vídeo do Photoshop CS5. Mas, e se eu disser que um recurso parecido com esse já existe em outra ferramenta? E para melhorar, a ferramenta é totalmente gratuita! Sim, estou falando do GIMP e de um plugin para o software chamado Resynthesizer. Essa ferramenta foi fruto de uma tese de doutorado de um pesquisador chamado Paul Francis Harrison. O título da tese é “Image Texture Tools” e que acarretou na aplicação prática da pesquisa com o algoritmo do Resynthesizer.

Só para recordar um pouco mais sobre o que faz o Content-Aware Fill do Photoshop CS5, esse foi o vídeo usado para demonstrar a ferramenta pela Adobe:

Para fins de comparação, um artista que usa o GIMP fez a captura das imagens usadas nessa demonstração e criou um vídeo equivalente, usando apenas as ferramentas do GIMP.

Como fica evidente pelos vídeos apresentados, o plugin do GIMP faz exatamente a mesma coisa que o Content-Aware Fill do Photoshop CS5, o melhor de tudo é que a ferramenta é totalmente gratuita. O download do plugin Resynthesizer do GIMP pode ser feito nesse endereço, inclusive com a consulta da tese que originou o algoritmo em PDF.

O mais interessante é que essa não é a única ferramenta do GIMP que oferece recursos listados como novidade do Photoshop. Existe outra ferramenta chamada de Liquid Rescale que também é oferecida como um plugin. Ela é equivalente ao Content-Aware Scale do Photoshop CS4 em que as imagens podem ser redimensionadas, mantendo as proporções do conteúdo. O vídeo abaixo mostra a aplicação da ferramenta em fotografias no GIMP:

Nesse caso, ao que parece os autores dessa ferramenta foram contratados pela Adobe para implementar o plugin no Photoshop CS4. Repare que o web site do Liquid Rescale não é atualizado já faz quase um ano.

Fica a dica, se você quiser aproveitar as ferramentas do Photoshop CS5 de maneira gratuita, basta fazer o download do GIMP e dos referidos plugins para editar suas fotografias com um pouco da mágica apresentada nos últimos meses.

2017-04-11T10:28:03+00:00 By |Photoshop|19 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

19 Comentários

  1. Solano 05/04/2010 em 2:43 pm

    Infelismente o Resynthesizer não funciona aqui. 🙁

    Ele simples mente copia uma parte de cima da imagem, por exemplo o céu. 🙁

    Se alguém puder me auxiliar com o uso desse plugin eu agradeço desde já.

  2. Weder Clay 05/04/2010 em 3:44 pm

    A cada dia admiro mais o mundo dos OpenSourcers. Temos ótimas alternativas.

    Ao mesmo tempo acho interessante a ligação dos softwares open com os proprietários. Ao contrário de muitos, que criticam, acho que a “troca de idéias” entre os dois estilos de negócio se torna uma vantagem para os usuários.

    No lugar de os “proprietários users” ficarem criticando os Opensources, deveriam pesquisar mais e ver as colaborações dos mesmos. E os “Open users” não só atacarem os softwares proprietários, mas mostrarem as vantagens competitivas dos softwares livres.

  3. Jefferson 06/04/2010 em 10:29 pm

    Não consegui fazer funcionar tambem.

    Tentei em várias versões do gimp desde 32 até as de teste de 64bits.

    E várias versões do Resynthesizer.

    Alguma dica ?

  4. Weder Clay 07/04/2010 em 8:16 am

    Solano,

    Qual o seu sistema operacional e a versão do Gimp?

    No meu caso, o Resynthesizer estava nos repositórios do Ubuntu 9.04. Foi só instalar e, sem alterar nada, funcionou perfeitamente.

  5. Solano 07/04/2010 em 12:42 pm

    Meu sistema é windows 7 ultimate x64; meu GIMP é 2.6.8. Só funciona no Ubuntu?

  6. Weder Clay 07/04/2010 em 7:23 pm

    Olá Solano,

    Eu não tenho o W7 instalado, mas pesquisei na internet e encontrei dois links interessantes.

    O primeiro me levou ao segundo onde tem uma explicação de como resolver o problema do script. Inclusive este segundo é bem interessante para quem quer incrementar os recursos do Gimp.

    Bom, como meu inglês não é neeemm u pouco bom, eu usei o tradutor da barra do Firefox. Deu pra entender bem as explicações, mas na hora de copiar as alterações no script, use o texto sem tradução.

    primeiro link:
    http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:7jldtRRJHvcJ:registry.gimp.org/node/24255+gimp+Resynthesizer+no+windows+7&cd=3&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

    Segundo link com a explicação:
    http://registry.gimp.org/node/15118

    Boa sorte!

  7. bebeto_maya 07/04/2010 em 10:43 pm

    Testei no Gimp pra mac, que já vem embutido e funcionou normalmente. Porém ainda não tentei Ubuntu. Sei que no WIndows deu pau.

  8. Solano 08/04/2010 em 4:43 pm

    Obrigado Weder Clay! 🙂

    Mas o problema persiste, o smart remove não apareceu no menu script – fu. 🙁

    E sim, está no diretório correto, com a extensão correta e com o código escrito corretamente. 🙁

  9. Danniel Soares 08/04/2010 em 8:08 pm

    Eu só testei no Debian. Aos que tentaram no windows 7, vocês instalaram o gimp em si com aquele recurso de resolver incompatibilidades, simulando uma versão mais antiga? Só um palpite.

  10. Weder Clay 08/04/2010 em 10:01 pm

    Olá Solano,

    Infelizmente não vou poder ajudar muito. eu tenho o Windows XP virtualizado pelo VirtualBox no Ubuntu, o seu é o Windows 7.

    Por falar em virtualização, não sei se te interessaria e talvez até já conheça. Você poderia experimentar instalar o Ubuntu pelo VirtualBox. O VB é um aplicativo gratuito que pode simular uma máquina virtual dentro de um sistema operacional. No seu caso, você poderia ter o Ubuntu dentro do Windows 7. Assim, além de ter recursos e softwares nativos para Linux, você teria a chance de experimentar outros Sistemas operacionais de forma fácil, prática e sem a necessidade de particionar seu HD.

    Abraço.

  11. Solano 11/04/2010 em 6:53 pm

    Opa! Já usei virtual box, adorei ele. E por conhecidência, usei justamente o ubuntu.

    O problema é a resoluçao de apenas 800×600, sendo que meu monitor é um wide 19″ (1440×900).

    Vou tentar mais, vou usar modo de compatibilidade, ou até XP Mode pra conseguir que o GIMP funcione no windows mesmo, porque não é muito bom trabalhar com uma tela muito pequena no Virtual Box.

  12. Leo 13/04/2010 em 5:38 am

    mto bom, funcionou no meu gimp perfeitamente! obrigado >:3

  13. Lucas Fialho Zawacki 13/04/2010 em 10:29 pm

    Ótimo artigo! Escrevi um post no meu blog ajudando na instalação e demonstrando alguns usos simples do plugin, quem tiver interesse dê uma olhada.

    http://linesocode.wordpress.com/2010/04/10/resynthesizer-magia-no-gimp/

  14. Resynthesizer: magia no Gimp « Lines of Code 13/04/2010 em 10:31 pm

    […] http://www.logarithmic.net/pfh/resynthesizer http://www.allanbrito.com/2010/04/05/photoshop-cs5-gratuito-com-o-gimp/ Deixem feedback, dúvidas, sugestões, correções e agressões nos comentários : ) e se usarem o […]

  15. Evaldo 24/04/2010 em 2:21 pm

    Não gostei. Na maioria das vezes copia a parte maior da imagem, como o céu por exemplo.

  16. Tiago 25/06/2010 em 9:58 am

    Opa…vou testá-lo..valeu pela dica

  17. mateus 08/07/2010 em 10:59 pm

    cara esses recurso já existiam no gimp faz tempo, mas que vai ganha todo o credito vai ser a adobe com seu photoshop

  18. nana 13/12/2010 em 12:58 pm

    nem to conseguindo baixar como e q baixa isso hem??

Deixar Um Comentário