Clicky

Análise do livro ZBrush para Iniciantes

A carreira de um artista envolvido com computação gráfica 3d pode seguir vários rumos que abrangem a design de cenários, objetos, renderização e a difícil tarefa de criar personagens virtuais. Nos últimos anos um tipo de software especializado em apenas uma tarefa se tornou praticamente obrigatório no repertório de conhecimentos dos artistas 3d. Estou falando das ferramentas de escultura digital que tem importante papel no design de personagens complexos, e principalmente com grande quantidade de detalhes. Entre as principais opções do mercado temos o ZBrush que praticamente inaugurou esse segmento no final dos anos 90, com uma proposta revolucionária de desenvolvimento e modelagem 3D.

Se você pretende se especializar em modelagem e design de personagens, deve considerar estudar o ZBrush. Um dos desafios para começar a estudar o ZBrush é a relativa falta de cursos e material de estudo em língua portuguesa. Mas, isso está mudando com o lançamento do livro ZBrush para Iniciantes, escrito pelo Alessandro Lima. Caso você não conheça o artista, o Alessandro Lima é especializado em design de personagens e inclusive já escreveu outro livro sobre o tema, mas com a abordagem sendo direcionada para o 3ds Max, que se chama Desenvolvendo personagens em 3D. Já estou com o livro desde o início do mês e nesse último final de semana, finalmente terminei de ler ele por inteiro.

Esse tempo foi necessário para conseguir ler o livro por completo, pois o mesmo apresenta mais de 500 páginas.

zbrush-iniciantes.jpg

Como já havia trabalhado com o ZBrush em várias ocasiões, muitas das coisas que foram explicadas no livro já eram do meu conhecimento, mas ainda assim foi possível aprender muita coisa nova, principalmente nos exemplos que o artista apresenta na modelagem de personagens. O livro é direcionado para iniciantes tanto no ZBrush, como no design de personagens o que acaba direcionando boa parte dos esforços do autor para a explicação de como criar um personagem com técnicas de escultura.

zbrush-iniciantes-02.jpg

O livro como um todo está dividido em onze capítulos que são:

  1. Arte tradicional e digital
  2. Introdução ao ZBrush
  3. Interface do ZBrush
  4. Trabalho em 2.5D (pintura)
  5. Trabalho em 3D (escultura digital básica)
  6. Trabalho em 3D (escultura digital Avançada)
  7. Pintura e texturização
  8. Materiais, luzes e render
  9. ZBrush e sua integração com outros softwares
  10. Conclusão
  11. Galeria de artistas

Além da parte inicíal que é de extrema importância para qualquer iniciativa com o ZBrush, o final do livro é especialmente importante. Uma coisa que todos os artistas que usam ZBrush sabem é que o mesmo não trabalha sozinho. Para conseguir animar ou renderizar o seu personagem é necessário exportar o modelo 3d esculpido no ZBrush para outro software. O caminho contrário também é perfeitamente possível e comum de acontecer, em que o artista acaba importante uma malha básica produzida no 3ds Max, Maya ou Blender para começar a trabalhar com o ZBrush. A parte final do livro trata apenas desse tipo de comunicação entre a ferramenta de escultura e outros software, o que faz essa última parte extremamente importante para pessoas que trabalham em empresas ou estúdios de animação.

zbrush-iniciantes-03.jpg

Para ajudar no entendimento do material, o livro é acompanhado de um DVD com os arquivos usados no livro, e alguns vídeos.

O ZBrush está entre os softwares que requerem um equilíbrio entre conhecimento técnico e proficiência artística para que seja possível criar algo. A parte artística é mais difícil de desenvolver, mas com muito treino e perseverança é possível conseguir excelentes resultados. No que se refere a parte técnica, o livro ZBrush para Inicinates é um excelente ponto de partida para dominar o software.

Se você pretende trabalhar com animação de personagens, desenvolvimento de jogos ou qualquer coisa que envolva personagens virtuais realistas, recomendo ler esse livro.

2017-04-11T10:27:59+00:00 By |Livros, ZBrush|7 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

7 Comentários

  1. Tahyronne 02/06/2010 em 3:43 pm

    demais eu começei com 3ds max e o Zbrush há pouco tempo eu achei isso muito bom por que quase não tem tutoriais em pt valeu alessandro

  2. Tassio Franca 10/07/2010 em 12:25 am

    Cara…vlw por apresentar o livro…vou tentar baixar mas se não tiver em ebook eu vou ter q comprar mesmo pq tô precisando aprender nem q seja o minimo do zbrush….
    vlwww

  3. Paulo 08/12/2010 em 10:29 am

    Li o livro. Achei meio sem didática para ensinar. Se é para iniciante muita coisa tem que ser explicada antes, contextualizada. A primeira parte do livro é praticamente uma tradução do menu de help do Zbrush. E depois, ele começa a explicar umas coisas como se vc já soubesse (sou iniciante!!!) ou que ele explicou mas foi a várias páginas atrás. Outras vezes parece que ele usou algum Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).
    Resumindo: é uma boa compra, pois não se tem quase nada sobre Zbrush em português, mas poderia ser melhor.

  4. cesar 03/11/2011 em 11:06 am

    realmente, o livro não possui uma didatica forte mas comprei por ser o unico em portugues que encontrei , e ainda tem um porem …..é para a versão 3,0 do programa e não do 4.01 como a que ja esta disponivel se vc instalar a versão 3.0 vc ira aprender mas nem tente usar-lo para a versão 4.01 ……deixa a desejar na didatica .

  5. Alessandro Lima 24/02/2012 em 4:11 pm

    Olá Gente!

    Com relação aos comentários, obrigado aos que compraram e gostaram do material. Infelizmente, não tenho como prever todo o material necessário que um iniciante poderia querer ver (até porque, cada um tem uma visão). O que eu fiz e faço, é me colocar na condição de leitor e tentar localizar tudo que eu acredito que seja necessário passar. Um único livro não vai resolver os problemas ou as dúvidas de cada um, isso é um fato, o que se tentar é incluir o máximo de conteúdo possível…
    Com relação as versões de software, gostaria de explicar duas coisas: primeiro o livro é de 2010, na ocasião havia sido lançado o ZB 3.2 ou 3.5 apenas… Hoje, em 2012, o ZB já está na versão 4 de fato. Seria necessário escrever um livro novo apenas por causa disto? Não. O conteúdo apresentado neste livro, fornece condições a vocês a entenderem e aprender a usar o ZB.
    Algumas coisas forma mudadas de fato, no novo ZB, mas nada de alarmante. Diria que o mais drástico, é a produção de mapas de normal mapping e manipulação de imagens nas pinturas, mas nada que uma rápida pesquisa não resolva. E de novo, o livro pode ser usado para continuar o apresendizado.
    ZBrush não lhes dá resultados como mágica apenas por saber usar ele, requer um conhecimento anterior de arte tradicional…Considerem o livro (e qualquer um), apenas como uma ajuda!

    Obrigado a todos pelos comentários. Certamente em uma próxima publicação, serão muito valiosos!

  6. helder 29/08/2012 em 8:09 pm

    Quando se trata de fazer interação com outros programas, eu gostaria de saber se fala a respeito do Maya e ensina o que?
    Como importar mapas normal, displacement etc? Pois essa é a parte q mais me interessa.
    Abs

  7. Fraklin 02/01/2013 em 12:50 pm

    Alessandro Lima, nós amantes da arte 3D devemos é agradecer pela sua iniciativa de elaborar um material como esse, e além de agradecer, espero que continue elaborarando mais materiais voltados para esta área. Até mais.

Deixar Um Comentário