Making of de Toy Story 3

A história do cinema em termos de animação produzida por computadores foi alterada para sempre desde que a Pixar começou sua história no final dos anos 90. Hoje o cenário é bem diferente e podemos encontrar várias produções nesse estilo oriundas de vários estúdios diferentes. Na última semana tive a oportunidade de assistir Toy Story 3, que é a mais recente produção da Pixar e como é praticamente um padrão deles a qualidade na animação, e principalmente a história, permanecem os mesmos de sempre. As comparações com a parte de render e animação dos primeiros Toy Story são inevitáveis e mostram a clara evolução tecnológica os últimos para a Pixar também.

Mesmo sendo uma produção que a Pixar queria evitar e foi “forçada” a trabalhar devido as pressões da Disney que insistia em uma continuação dos sucessos anteriores, eles fizeram um excelente trabalho. O mesmo já havia acontecido com o Toy Story 2 que foi proposto pela Disney. Mesmo assim, o resultado foi excelente e recomendo a todos os amantes da animação e computação gráfica.

O ponto negativo em relação as animações da Pixar ainda é a qualidade e quantidade de material extra lançado com seus DVD`s e Blu-rays. Desde Os Incríveis que não temos uma boa quantidade de extras e material mostrando os processos de criação e produção de cada animação. Esse tipo de material interessa aos apaixonados por animação e cinema, mas acaba tirando um pouco do aspecto comercial do DVD. Desde então, precisamos recorrer ao material publicado na internet com pequenos vídeos mostrando a produção. Um desses vídeos é extremamente interessante e apresenta vários aspectos técnicos da produção.

No vídeo que não apresenta narração, podemos contemplar a parte de preparação e pesquisa para a produção do Toy Story 3, em que a parte de arte conceitual é mais exigida.

A parte final do material mostra várias telas do lendário sistema de animação da Pixar chamado de Marionette e que foi desenvolvido pela Pixar especificamente para seus projetos. A filosofia deles é bem simples, e envolve a criação e manutenção de um dos alicerces para seu negócio que é o software. Assim eles deixam a ferramenta da maneira como quiserem e não dependem de atualizações de terceiros.

Fica fácil fazer esse tipo de empreitada de software quando o presidente da Pixar é ninguém menos que o Dr. Ed Catmull, um dos maiores cientístas e pesquisadores na área de computação gráfica. Se você usa o Blender para trabalhar, está usando uma das contribuições de Ed Catmull para a computação gráfica ao suavizar superfícies com o modificador Subsurf. Um dos métodos de suavização se chama Catmull-Clark. Adivinhe a razão pela qual esse método recebe esse nome?

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

5 comentários sobre “Making of de Toy Story 3”

  1. Aparece o buzz lightyear e o Wood dentro do Maya com rigging diversas vezes.
    Provavelmente o Marionnette deve importa o riggind do Maya.

  2. Eu nunca iria adivinhar que o catmull era o nome de um profissional da área gráfica.

    Até fui conferir se havia outros nomes no tipo de subsurf a escolher…hhe

    legal o vídeo.

    73 55

  3. E tem outras coisas tbm… se não me engano, o SSS também é invenção dessa galera!

  4. Pingback: Making Of: Filme A Chance | Making Of | A Chance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *