Tutorial Photoshop: Criando imagens Tilt-shift

A criação de imagens em softwares 3d está diretamente relacionada com a fotografia, e as competência necessárias para se tornar um bom fotógrafo. Esse é um dos motivos pelos quais sempre recomendo para meus alunos, que me questionam sobre cursos para trabalhar melhor com renderização e composição de imagens, a melhor opção nesse tipo de situação é estuda fotografia. Com o uso correto de algumas técnicas, podemos inclusive brincar com a escala dos elementos que estão na imagem. Entre as diversas técnicas de representação de imagens, temos uma muito legal chamada de Tilt-shift. Em resumo, é uma técnica que faz com que objetos de larga escala tenham aparência de maquetes ou miniaturas.

Uma simples pesquisa na web mostrará inúmeros exemplos de vídeos e imagens produzidas com essa técnica, como o vídeo abaixo:

Mas, como podemos fazer isso em imagens estáticas? Os editores de imagem podem perfeitamente criar esse tipo de efeito usando ferramentas relativamente simples. O vídeo abaixo apresenta a técnica aplicada no Photoshop CS3, que pode ser aproveitado em versões mais recentes. O autor usa a fotografia com muitas pessoas na praia:

O segredo para conseguir esse efeito é a aplicação correta de um filtro de blur, que deve deixar parte da imagem fora de foco, enquanto outra parte da imagem permanece em perfeito enquadramento e focada. Isso tenta simular o que acontece com as lentes de câmeras, quando o objeto filmado ou fotografado é muito pequeno em escala. Depois disso é preciso fazer alguns ajustes de cor e tonalidades.

Como resultado final o processo acabou gerando uma imagem que remonta a uma pequena miniatura de pessoas na praia.

Mas, como isso pode me ajudar na renderização?

Simples, podemos transformar uma imagem renderizada sem nenhum tipo de cuidado em termos de percepção de escala, para complsições que representem pequenos objetos. Lembre que a representação de pequenos objetos não se dá apenas pela escala do que conhecemos, como é o caso dessas imagens que tem “pequenas” pessoas. É mais o conjunto do efeito ótico das partes que não estão em foco.

Esse é o tipo de habilidade que pode fazer com que uma renderização aparentemente equivocada, possa ser corrigida de maneira rápida, sem precisar gerar a imagem novamente.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um comentário sobre “Tutorial Photoshop: Criando imagens Tilt-shift”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *