Animação de câmera com 3dsmax: Criando o bullet-time

O domínio do movimento realizado pela câmera em qualquer animação 3d é de fundamental importância, e pode muito bem ser fator determinante para a execução de uma seqüência no projeto. No final dos anos 90 tivemos a criação literal do efeito chamado de bullet-time, introduzido no filme Matrix em que o movimento é congelado no tempo, e a câmera faz um movimento em orbita ao redor do objeto ou personagem foco da ação. Depois do filme o recurso foi amplamente usado em comerciais e vídeos musicais para incrementar a ação. Nos softwares 3d esse tipo de efeito é relativamente simples de reproduzir, pois como temos o controle total sobre os quadros da animação, é perfeitamente possível ajustar os tempos para gerar a pausa no movimento.

Caso você nunca tenha realizado esse tipo de efeito em seus projetos, encontrei um vídeo que mostra de maneira simples o processo necessário para criar o bullet-time usando o 3dsmax como referência. Na verdade, o processo não faz uso de nenhum recurso especial do 3dsmax, apenas o posicionamento dos quadros-chave da animação e o movimento da câmera para os objetos.

O vídeo é esse:


3Ds Max Animacion avanzada

A animação do projeto envolve uma colisão entre dois carros em movimento, e quando um dos veículos está começando a capotar devido ao impacto, o animador congela o movimento e faz a câmera se mover ao redor dos elementos. Para esse tipo de animação o artista responsável deve ter o cuidado de posicionar a câmera em pontos estratégicos ao longo da cena, para conseguir o efeito de uma órbita ao redor da cena. Isso dará o efeito do bullet-time.

Assim como aconteceu com o tutorial de modelagem que publiquei aqui no blog ontem, esse mesmo vídeo pode ser aproveitado em diferentes ferramentas 3d. O processo de ajuste de quadros-chave é bem semelhante em todos os softwares, o que facilita a adaptação da técnica.

Repare como a pausa na dinâmica da cena e o movimento da câmera, acabam potencializando a mensagem dramática de uma simples colisão. No caso do filme Matrix, o bullet-time não congelava o movimento, mas fazia com que as coisas fossem executadas em câmera lenta.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *