Blender 2.5: Amostra do Unlimited Clay para escultura digital

A escultura digital é uma das áreas relacionadas com a criação em 3d que demandam conhecimentos técnicos sobre as ferramentas usadas para a escultura, mas um pouco de habilidade artística para conseguir chegar em resultados de qualidade. É por esse motivo que muitos usuários e artistas de softwares como o ZBrush e Mudbox que tenham experiências prévias com escultura em argila acabam tendo facilidade, e conseguem resultados de extrema qualidade nas esculturas. O Blender apresenta um módulo de escultura digital muito bom, mas que poderia ser melhorado, e esse é o objetivo de um projeto do Unlimited Clay desenvolvido pelo Farsthary, usuário e desenvolvedor ativo na comunidade do Blender.

Qual o objetivo do Unlimited Clay? Antes de explicar o objetivo do Unlimited Clay, vamos relembrar um software lançado na metade de 2010 e que impressionou a maioria dos artistas que teve a oportunidade de usar a ferramenta. O Sculptris surgiu como projeto pessoal e sem fins lucrativos de Tomas Pettersson, e apresentava um sistema de escultura digital impressionante devido a possibilidade de usar resoluções altíssimas, e mesmo assim mantendo a capacidade do software de editar a malha criada com a escultura. Essa solução engenhosa chamou a atenção de artistas e grandes empresas da área, tanto é que poucas semanas depois de lançado o Sculptris foi comprado pela Pixologic, que são os desenvolvedores do ZBrush.

Mas, e o Unlimited Clay? Sim, o projeto do Farsthary tem como objetivo encontrar uma solução parecida com a do Sculptris, mas dentro da interface do Blender. Será que eles está conseguindo? O vídeo abaixo mostra o resultado do projeto até agora.

sculptris-like sculpting from Raul Fernandez Hernandez on Vimeo.

Como podemos perceber pelo vídeo de demonstração o projeto está bem adiantado, sendo possível usar uma solução para escultura digital bem parecida com o Sculptris. No vídeo podemos acompanhar como são adicionados detalhes na malha que está sendo esculpida em diferentes resoluções, e o Blender consegue trabalhar com subdivisões minúsculas. Em vários momentos do vídeo o autor do projeto demonstra a diferença de escala entre as partes da escultura, e como os detalhes são minúsculos.

Se você procura por uma solução para escultura digital gratuita e ficou desanimado quando o Sculptris foi compraco pela Pixologic, o Blender pode ser a solução ideal para suprir as suas necessidades de trabalhar com esse tipo de modelagem 3d.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

5 comentários sobre “Blender 2.5: Amostra do Unlimited Clay para escultura digital”

  1. Muito bom… fantástico.. pode parecer exagero mas me emocionei com isso rs
    Na primeira vez em que usei o sculptris desejei esse método de subdivisão inteligente no Blender, aguardando ansiosamente!
    Brigado pela postagem Allan!

  2. Excelente!
    Algumas perguntas
    Mas ainda esse tipo de escultura não esta presente no blender??
    E o zbrush anteriormente a sculptris ja usava “unlimited clay”???

    ??

  3. Gostei! Alguém sabe como posso obter esse patch (uso sempre blender que acaba de sair do forno, baixado do SVN e compilado aqui mesmo)? 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *