Simulações físicas com o Maya 2012

Uma das partes mais legais de se trabalhar com o Maya é a sua área de dinâmica que é muito completa e robusta, e com ela podemos trabalhar com efeitos bem complexos de fluidos e partículas, com a possibilidade de adicionar efeitos e shaders avançados no Hypershade. Com o lançamento do Maya 2012, mais opções foram adicionadas a simulação de dinâmica com o Maya, especialmente na parte que trabalha com fluidos. O simulador de fluidos e gases do Maya é muito interessante de se trabalhar, e para quem tiver um computador com bom poder de processamento, é interessante adicionar carga e detalhes nas simulações, para testar até onde podemos usar esse tipo de ferramenta para gerar animações realistas.

No Maya 2012 foram adicionados novos modos de simulação para fluidos que faz com que os objetos tenham comportamento cada vez mais próximo do real, permitindo gerar animações muito interessantes como o mostra o vídeo abaixo que foi produzido pela própria Autodesk para demonstrar algumas das novidades da versão 2012.

Agora, além dos vídeos existe um recurso muito legal do Maya 2012 que é o DMM. Esse acrônimo significa Digital Molecular Matter, que é algo como matéria digital molecular. A tradução pode não ter ficado das melhores, mas a ferramenta é muito boa. O seu objetivo é bem simples, e tomando como base o que o Maya já consegue fazer em termos de simulação física, podemos dizer que o DMM permite atribuir propriedades físicas aos objetos, fazendo com que os impactos e interações acarretem consequências baseadas na natureza desse material.

No vídeo de exemplo, podemos acompanhar o Maya 2012 com o seu novo Shelf para o DMM e um objeto que recebe propriedade de madeira. Ao acionar o modo de simulação para esse objeto, o resultado é que o mesmo acaba despencando e se partindo em vários pedaços. Até pouco tempo atrás era necessário usar scripts para fazer esse tipo de operação de maneira rápida como no vídeo, mas o DMM deve facilitar muito esse processo.

O resultado da simulação pode ser usado em um projeto de animação, ou exportado para Game Engines. Essas simulações podem ser realizadas de maneira rápida devido a integração com GPUs, facilitando o processo de cálculo desse tipo de simulação.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

2 comentários sobre “Simulações físicas com o Maya 2012”

  1. Valeu Allan, adoro seu site porque sempre que surge as novidades relacionadas aos programas, voce informa aqui no seu espaço, abraço até +

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *