Tutorial Blender: Renderizando fumaça para animação 3D

Já faz algum tempo que produzi um pequeno tutorial em vídeo mostrando como editar e configurar simulações de fumaça (Smoke) no Blender, para gerar efeitos realistas de poeira ou qualquer coisa que possa aproveitar esse tipo de comportamento “fluido” da fumaça. O tutorial é bem direto e simples, mas ficou faltando explicar uma coisa no vídeo que agora foi remediada. Como renderizar o resultado da simulação de fumaça? Quando você simplesmente gera uma simulação e aciona o render, o resultado é que nada do que foi gerado e visualizado na 3D View acaba aparecendo na imagem.

Como criar uma simulação de fumaça no Blender?

Podemos relembrar o processo de criação de fumaça no Blender com o tutorial abaixo que já tem algumas semanas:

A criação da fumaça em si não tem grandes mistérios e segue a mesma fórmula de outros tipos de simulação no Blender, como é o caso dos fluidos que precisam de um domínio e um segundo objeto que pode ser a própria fumaça ou então o emissor. Nesse caso é preciso trabalhar com partículas para usar a fumaça.

Como renderizar a fumaça no Blender?

Agora o tema principal desse tutorial que é a renderização da fumaça. O segredo para conseguir renderizar a fumaça é aplicar um material do tipo Volume ao objeto. Esse material deve ter a sua densidade configurada para zero, o que fará com que todo o material desapareça no render. Para fazer com que ele volte a aperecer, precisamos adicionar uma textura do tipo Voxel Data e determinar que essa textura deve alterar a densidade do material. O que vai acontecer nesse caso é que a textura aplicada na fumaça fará com que as partes do material do tipo volume não fiquem mais transparentes. E veremos a fumaça na renderização.

Dicas para melhorar a renderização de fumaça no Blender

Uma coisa que você deve ter em mente ao tentar criar uma animação usando fumaça no Blender, é que ela é um dos tipos de render mais demorados, principalmente com valores de qualidade ajustados para produção. Você deve sempre usar o Cache do Smoke e das partículas para tentar acelerar o processo e a reprodução da animação. Mas, ainda assim será lento!

Mesmo com essas dificuldades, ainda é muito legal conferir o resultado na animação. Um exemplo disso pode ser conferido no vídeo abaixo em que utilizei um trecho de uma simulação usando fumaça.

Esse material foi usado como exercício em uma das minhas aulas. O conteúdo necessário para fazer esse tipo de animação é abordado no curso de Animação com Blender, que está disponível no EAD – Allan Brito.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *