Placas profissionais para render em computação gráfica

O uso de placas de vídeo profissionais como opção para trabalhar com renderização para 3d sempre gera dúvidas entre usuários e artistas de ferramentas como Blender, 3ds Max, Maya e outros. Será que uma placa dessa realmente faz a diferença? A NVidia tem uma linha de placas profissionais de alto desempenho chamadas Tesla que são incrivelmente caras demandam um investimento significativo por parte do usuário para que possa ser usada em projetos. O preço de mercado dessas placas Tesla gira em torno de 2200 dólares nos EUA, e aqui no Brasil você encontra pelo equivalente a um rim no mercado negro R$ 6.000,00 ou mais. Esse é o preço só da placa de vídeo!

Mas, será que vale a pena? A equipe do Instituto Blender está para responder a esse questionamento, pois a NVidia fez a doação de duas placas Tesla para serem usadas no projeto. Portanto, a equipe poderá utilizar na renderização do projeto Mango o que existe de mais moderno e veloz em termos de GPU. Nesse quesito, é preciso fazer uma observação em relação a velocidade das placas. Pelo que foi apresentado em testes preliminares com o uso das placas, o render foi um pouco mais lento do que o realizado com opções similares e mais baratas.

O vídeo abaixo mostra um pouco dos testes realizados pela equipe usando as placas Tesla.

Eu mesmo já tinha visto isso em diversos testes e comparações realizadas entre placas Quadro e Tesla com opções de render baseadas em GeForces. Qual a vantagem de usar esse tipo de placa então? Uma das diferenças práticas das placas Tesla e Quadro consiste na quantidade de memória disponível para cada uma dessas placas. Essas placas Tesla mesmo possuem cada uma 6GB de memória. E para renderizar uma cena pela GPU, é preciso armazenar toda a cena com as texturas nessa memória. As placas do tipo GeForce não possuem toda essa quantidade de memória, o que limita um pouco o seu uso em grandes projetos.

As placas destinadas a jogos podem até ser mais rápidas em alguma situações, mas quando for necessário trabalhar com esse tipo de hardware para grandes projetos a coisa pode ficar bem limitada. E quando o objetivo é criar animações com cenários elaborados e qualidade, é muito fácil extrapolar os limites de armazenamento desse tipo de placa.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um comentário sobre “Placas profissionais para render em computação gráfica”

  1. Interessante a matéria Allan. Eu adquiri uma Placa Quadro NVidia e percebi que o render é mais lento do que com a placa que eu utilizava antes, no entanto, não há travamentos durante a manipulação de grande quantidadde de elementos na 3D View.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *