Animações com deformações na CryEngine 3: Soft Bodies

As animações baseadas em física são de grande importânica para o ecossistema de softwares especializados em gerar animação, mas para o mercado de jogos e animações interativas eles representam um dos pilares fundamentais  da criação. Já imaginou expremientar um jogo moderno sem a aplicação de física como gravidade e colisões? As tecnologias das chamadas engines 3d que executam a parte gráfica da animação evoluiram bastante ao longo dos últimos anos, mas muito desse avanço acabou sendo direcionado para a parte de render, texturas e iluminação. É claro que tivemos avanços na parte de física e dinâmica, mas ainda existe muito espaço para avançar.

Essa semana foi publicado um vídeo com a demonstração da implementação da engine de física chamada Beam soft-body physics na poderosa CryEngine 3, e pelo nome você já pode imaginar que o vídeo trata de soft bodies . O que isso significa? A maioria das engines suporta o uso de rigid bodies de maneira razoavelmente satisfatória.

Então podemos detectar colisões e gerar movimento por meio de reações entre dois objetos diferentes. Mas, esses objetos dificilmente sofriam danos com base nesse tipo de im pacto. Com o uso dos soft bodies, poderemos configurar dentro desse tipo de simulação a deformação das superfícies! O vídeo abaixo mostra uma das situações em que o uso de soft bodies pode ajudar de maneira significativa a melhorar a experiência, jogos de carro!

No vídeo podemos perceber como o impacto dos carros em obstáculos acaba causando deformações progressivas no modelo 3d, deixando a experiência de dirigir o veículo e causar acidentes muito mais realista! Claro que esse tipo de recurso exige mais do hardware usado para executar a simulação, mas a maioria das placas de vídeo e processadores possuem os recursos necessários para criar esse tipo de efeito sem grandes problemas.

O segredo para esse tipo de efeito está no software, e nesse caso a união da CryEngine 3 com a Beam soft-body physics criada por Pierre-Michel Ricordel para um jogo chamado Rigs of Rods. Agora é só aguardar a disseminação desse tipo de engine, para que possamos encontrar soluções semelhantes em outras engines e jogos.

Parece que agora teremos que realmete dirigir com cuidado em jogos.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *