Projeto Geppetto: Animação de multidões para o 3ds Max

A criação de animações que envolvem múltiplos personagens é sempre motivo de preocupação para a maioria dos artistas responsáveis pela produção de animações. Caso você já tenha trabalhado com animação de personagens, deve saber que movimentar e controlar apenas um personagem é um trabalho bem desafiador, imagine quando esse tipo de tarefa precisa ser multiplicada dezenas, centenas ou até mesmo milhares de vezes. O uso de multidões de personagens virtuais em animações e produções para o cinema é algo até comum nos dias de hoje, por isso não se assuste se esse tipo de pedido acabar chegando como parte de um projeto de animação.

Se você tem interesse em aprender como funciona a animação de multidões usando uma ferramenta gratuita (pelo menos até o final do ano), pelo menos por enquanto, a Autodesk está disponibilizando de maneira gratuita o seu projeto Geppetto que irá integrar ao 3ds Max ferramentas capazes de animar multidões de personagens. O download do Geppetto pode ser realizado de maneira gratuita nesse endereço, e claro que você precisa de uma licença do 3ds Max para usar a ferramenta!

É importante ressaltar que o Geppetto é um projeto em desenvolvimento pela Autodesk, e o seu uso de maneira gratuita está previsto para expirar no final do ano.

O vídeo abaixo mostra um pouco do funcionamento do Geppetto para animar grupos de personagens virtuais. É um processo simples de realizar, e pode até mesmo passar a impressão errada de que é fácil criar esse tipo de material.

Uma das primeiras ferramentas que surgiram para criar animações nesse estilo foi o Massive, que originalmente ajudou na criação das animações quando o filme do Senhor dos Anéis estava em produção. O software usava até mesmo inteligência artificial para controlar o comportamento dos personagens, e com um algoritmo muito sofisticado. A diretriz primária dos personagens virtuais era de sobreviver, para fazer com que os mesmos lutassem nas cenas de batalha.

Diz a lenda, que na primeira vez em que a simulação foi executada, os personagens levaram a risca a diretriz de sobreviver, pois soltaram as suas armas e correram para longe do campo de batalha. Acho que esse algoritmo estava perfeito!

O Blender também apresenta a possibilidade de trabalhar com animações de multidões, usando partículas do tipo Boid. Mas, a ferramenta não conta com o mesmo nível de sofisticação desses softwares especializados.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *