Clicky

Light Groups do LuxRender para composição

O artigo que publiquei essa semana mencionando o lançamento da versão 1.0 do LuxRender gerou diversas mensagens recebidas pelo formulário de contato do blog, com pessoas interessadas em usar o LuxRender, e também sobre a possibilidade de no futuro um curso no EAD – Allan Brito ensinar a usar o LuxRender junto com o Blender 2.6. Mas, será que o LuxRender é melhor do que o Cycles? Esse tipo de comparação é difícil de realisar e até mesmo injusta com o Cycles, devido ao tempo em que o LuxRender já está em desenvolvimento, e o Cycles sendo uma ferramenta aonda jovem e com muitos recursos a desenvolver.

Portanto, hoje ainda temos uma boa quantidade de recursos no LuxRender que justificam em algumas situações deixar o Cycles um pouco de lado. Entre esses recursos que particularmente gosto muito, está o chamado Light Groups. O vídeo abaixo é muito velho um pouco antigo, mas mostra bem o funcionamento dos Light Groups. A interface do Blender no início do vídeo é um pouco diferente também, pois na época em que gravei esse vídeo o software ainda não tinha realizado a mudança para o 2.5.

O recurso é muito interessante e permite que usando apenas uma renderização de imagem no LuxRender, possamos gerar diversas combinações de iluminação diferentes, seja com base na cor da fonte de luz ou então pelo fato da luz estar ligada ou desligada. Isso possibilita até mesmo a criação de renderizações com momentos diferentes do dia para o mesmo ambiente, usando apenas um render. Esse recurso é fantástico para a criação de imagens em arquitetura.

Além dos Light Groups o LuxRender também oferece para os usuários que possuam placas de vídeo modernas, a possibilidade de trabalhar com aceleração por GPU. O software é projetado para trabalhar em formato híbrido como é descrito na própria documentação do LuxRender sobre o uso de GPU.

O LuxRender é mais lento que o Cycles em vários tipos de situação, mas a quantidade de recursos que ele oferece para renderizar imagens com qualidade e controle sobre a iluminação são grandes diferenciais. A melhor parte é que o LuxRender também é distribuído sob a mesma licença do Blender (código aberto), e também é gratuito. Se você gostar de trabalhar com renderização em 3d e procura opções avançadas para gerar imagens, recomendo muito o uso do LuxRender.

2017-04-11T10:25:32+00:00 By |LuxRender|0 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixar Um Comentário