Sparta: Software permite trabalhar com escultura de partículas

O trabalho com escultura digital sempre está entre os mais complexos para quem fica responsável pela parte de modelagem 3d, pois envolve boa parte de trabalho e conhecimentos técnicos, além de conhecimentos e habilidades artísticas na parte de escultura. E acredite em mim quando digo que é necessário um mínimo de habilidade para trabalhar com escultura, caso contrário é melhor se dedicar apenas a modelagem poligonal. Isso não é demérito para nenhum artista 3d, pois a parte de escultura é realmente algo de difícil domínio e que exige bom nível de subjetividade nas decisões que envolvem a modelagem.

O conceito de escultura é geralmente baseado na construção de um modelo 3d poligonal base, que depois é exportado para softwares como o ZBrush ou Mudbox. Nessas ferramentas são adicionados os detalhes com base em ferramentas de escultura, que são semelhantes ao que temos no mundo real ao trabalhar com argila.

Mas, já pensou em extrapolar o conceito da modelagem baseada em estruturas poligonais para a escultura de partículas? O conceito é inédito, e realmente desconheço qualquer tipo de software ou script que se proponha a trabalhar com escultura de partículas. Essa é a proposta de um novo software chamado de Sparta. A idéia é gerar um sistema de partículas e depois esculpir a forma gerada pelo volume das partículas é muito interessante, pois a volumetria das partículas é geralmente definida com base em inúmeros fatores como velocidade, quantidade de partículas, vida e outros. A possibilidade de esculpir as partículas é flexibiliza um pouco esse tipo de criação.

O vídeo abaixo mostra um pouco do funcionamento do sparta:

Para os que gostariam de testar o Sparta, o software pode ser copiado de maneira gratuita até o dia 31 de Outubro de 2012. Até essa data é possível usar e aplicar o Sparta em vários projetos envolvendo partículas no Maya, 3ds Max ou Softimage. No mesmo endereço em que é possível fazer o download do Sparta, você encontra diversos tutoriais e exemplos em vídeo sobre como usar o Sparta para modelar em 3d as suas partículas. O conceito é diferente e estranho a princípio, mas é só pensar nas inúmeras possibilidades que teremos para moldar a forma de sistemas de partículas para perceber o quanto esse software pode ser útil.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *