Animação usando partículas com Blender e Cycles

A animação usando partículas é sempre algo que deve ser meticulosamente planejado por qualquer artista envolvido nesse tipo de animação. Além da complexidade em controlar uma animação usando partículas devido a grande quantidade de ajustes e possíveis controles que os softwares 3d oferecem. Sempre que tenho a oportunidade de ministrar aulas que envolvem o uso de partículas, a parte destinada a explicação dos parâmetros leva um tempo considerável. No Blender não é diferente e para mostrar um exemplo de como uma animação aparentemente simples com partículas pode demandar muito tempo, o artista conhecido como HAL9000 que não deve ter entrado em colapso como o seu homônimo cibernético, divulgou a animação com partículas produzida no Blender e renderizada com o Cycles que ilustra esse artigo.

Animação usando partículas com Blender e Cycles

Animação usando partículas com o Blender

O vídeo é curto e apresenta apenas 18 segundos no total, mas o tempo de render necessário para gerar o vídeo foi de 30 horas! O equipamento usado para renderizar a cena foi uma GeForce GTX 660, que possui nada mais do que 960 núcleos.

Além do tempo de render necessário para gerar as imagens em resolução Full HD, foi necessário gerar os arquivo de cache da animação com o processo conhecido como bake no Blender, que resultou um conjunto de arquivos com 15GB. O movimento caótico da animação é gerado por campos de força com 100 samples por frame. Os dados completos do projeto podem ser conferidos nesse artigo publicado na BlenderNation.

Esse projeto mostra como é importante investir em um bom hardware para conseguir manipular projetos e arquivos com essa dimensão, e que necessida de quantidades absurdas de processamento.

Animação com partículas no Blender

Para aprender a trabalhar com animação usando partículas com Blender, recomendo uma visita ao curso sobre animação baseada em física com Blender do EAD – Allan Brito. No curso você aprende a trabalhar com os ajustes e opções das partículas do Blender, para gerar animações semelhantes a apresentada no artigo e muito mais! Depois disso é necessário apenas conseguir o equipamento para gerar o render e divulgar o seu projeto.

A melhor dica é investir em uma boa placa de vídeo, para renderizar com o Cycles.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um comentário sobre “Animação usando partículas com Blender e Cycles”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *