Tutorial Kerkythea: Iluminação para interiores e arquitetura

O renderizador chamado Kerkythea é muito usado na área de arquitetura, principalmente e conjunto com o SketchUp como forma de gerar imagens com grande nível de realismo, especialmente de ambientes como interiores. A quantidade de mensagens que recebo pelo formulário de contato do blog, solicitando ajuda ou dicas para trabalhar com o Kerkythea é bem considerável, e para ajudar esses artistas e usuários do Kerkythea, resolvi começar a indicar tutoriais e material de estudo sobre a ferramenta. Já usei o Kerkythea no passado algumas vezes em projetos de renderização com o Blender, mas depois de um tempo acabei parando de usar o software e o troquei pelo Indigo, ainda na época em que o render era do tipo Freeware.

E para começar com as dicas relacionadas com o Kerkythea, podemos começar com esse excelente guia rápido de configuração do renderizador para gerar iluminação para interiores. O artigo é bem antigo, mas as configurações e dicas que o autor da cena relacionou ainda podem ser utilizadas.

tutorial-kerkythea.jpg

O processo consiste na edição de três campos no painel de renderização do Kerkythea:

  • Campo lights: É preciso habilitar o uso de Soft Shadows e depois modificar o raio e o multiplicador da escala das luzes.
  • Campo Ray Tracing: É preciso alterar o Fuzzy Tracing para High e depois modificar o soft shadows para High e depois o Max Scatter Bounces para 4.
  • Campo Global Illumination: Escolha o método de render do tipo Photon Mapping+Final Gathering e aumente o número de fótons para 5000.
  • Tone Map: Exponential color mapping

Esses ajustes devem ajudar a criar uma imagem semelhante a que ilustra esse artigo. É importante lembrar que o método de render usado nessa técnica é mais indicada para ambientes internos. O autor dessa técnica se chama demmios.

Para ajudar ainda mais o aprendizado do Kerkythea, é possível fazer o download da cena usada como exemplo nesse artigo, diretamente no link indicado no início desse artigo.

A quantidade de renderizadores disponíveis para o SketchUp é bem grande, mas muitos deles estão disponíveis apenas em versões comerciais. O Kerkythea se destaca por oferecer imagens de qualidade e ser gratuito, e com scripts para exportar cenas diretamente do SketchUp.

Download gratuito de mapas HDRI para render externo

As técnicas usadas para adicionar iluminação em cenários são as mais variadas, e envolvem tanto truques de cenário como a aplicação de iluminação utilizando imagens. Entre os truques que podemos utilizar para adicionar iluminação em cenários está a criação de estruturas que distribuem os pontos de luz sobre os objetos do cenário, criando domos de luzes do tipo Spot, ou então a distribuição de luzes do tipo ponto em anéis.

Entre todos esses métodos o que oferece o maior nível de realismo para representação de cenários é a aplicação de mapas HDRI. Esses mapas são imagens esféricas que podem ser aplicadas como texturas no ambiente do modelo 3d. A vantagem desse tipo de mapa é que a imagem consegue armazenar a energia luminosa do lugar no momento em que a foto foi capturada.

Ao aplicar essa imagem em um cenário virtual, podemos reproduzir de maneira realista o ambiente capturado. Em muitas produções de filmes e comerciais, as equipes de efeitos capturam fotografias nesse formato dos cenários, para conseguir mesclar melhor a iluminação natural com objetos gerados em computador.

Caso você queira fazer o download de alguns mapas em HDRI de maneira totalmente gratuita, o web site VizPeople está disponibilizando para download gratuito dez mapas em alta resolução (6000×2900) de mapas HDRI para cenários externos.

download-hdri-gratuito.jpg

O material pode ser copiado e usado em projetos que não tenham fins comerciais, o que deixa livre o uso para estudantes e pessoas interessadas apenas em praticar com esses mapas.

Aproveite a visita ao VizPeople e faça o download de imagens do tipo Cutout de pessoas para aplicação em projetos de renderiação.

Modelagem 3d para arquitetura com o Blender Cycles

A adição de uma ferramenta de renderização avançada acaba fazendo com que as pessoas mudem seus hábitos de trabalho nos mais variados softwares. No caso do Blender a inclusão do renderizador Cycles deve fazer com que muitas pessoas vejam o render de maneira diferente. No meu caso mesmo o sistema foi ganhando cada vez mais importância no meu modo de trabalho, permitindo que os objetos 3d sendo modelados fossem visualizados em tempo real, enquanto o mesmo estava sendo criado. Dependendo do seu computador, o método não é muito recomendável por exigir bastante do hardware do computador, mas é excelente para ter feedback visual do modelo 3d.

Para mostrar como funciona esse método de trabalho, gravei um pequeno vídeo em formato timelapse, acelerado em duas vezes para mostrar a criação de uma fachada em 3d, que seria parte do projeto de uma edificação. É só um estudo de volumetria que ainda deve sofrer inúmeras modificações.

O Cycles permite determinar que o modo de visualização da 3D View do Blender seja do tipo Rendered, e o modelo 3d como um todo é renderizado pela GPU do seu computador. O resultado pode ser visto no vídeo, que é a atualização rápida das imagens. O modo de modelagem com o Cycles só demanda que o modelo seja constantemente visualizado no modo objeto, pois as alterações no modo de edição não são passadas para o render.

Para conseguir gerar sombras no modelo como um todo, é adicionado um plano que recebe material do tipo Emissor, para emitir energia luminosa.

A criação de objetos e modelos 3d fica muito prática usando esse procedimento, pelo feedback visual que temos dos objetos.

Ficou interessado no Cycles? Para usar essa versão do Blender é necessário visitar o graphicall.org e fazer o download de uma versão experimental do Blender com o Cycles. Como é tudo experimental, recomendo cautela ao abrir projetos importantes nessas versões.

Se você não sabe usar o Blender e quer aprendender, recomendo visitar o EAD – Allan Brito para fazer o curso de Blender 2.5 gratuito totalmente online! E a modelagem mais avançada, como a usada no vídeo pode ser aprendida no curso de modelagem poligonal com o Blender 2.5, que também está disponível no mesmo site.

MachStudio Pro: Render por GPU totalmente gratuito

O uso de renderização com base em GPU é muito comentada aqui no blog por meio de diversos softwares como o V-Ray RT, SmallLuxGPU, Octane Render e vários outros que estão surgindo. Esse tipo de tecnologia promete revolucionar a maneira com que trabalhamos e geramos imagens em 3d. Isso se aplica em vários tipos de projetos, e para as pessoas que acreditam que a tecnologia desse tipo de renderizador ajuda apenas em projetos envolvendo imagens estáticas, o vídeo abaixo mostra um excelente exemplo de um projeto que foi renderizado usando o Octane Render e animado no Blender. A animação final ficou com uma qualidade muito boa de imagem e apenas alguns resquícios da granulação típica dos renderizadores do tipo Unbiased.

Esse projeto demonstra como o uso desse tipo de tecnologia pode ajudar a criar até mesmo animações.

Mas, não foi sobre esse ecossistema de softwares que tomei a iniciativa para escrever esse artigo. O objetivo é divulgar que uma ferramenta relativamente totalmente baseada em render por GPU e que custava aproximadamente 4000 dólares, acaba de ser disponibilizada de maneira gratuita. Essa ferramenta é o MachStudio Pro, que até alguns dias atrás era uma solução extremamente sofisticada de render por GPU, e devido a uma alteração na política de comercialização do software pela empresa que o desenvolve, que deve focar apenas em treinamento e suporte para gerar receita.

Isso significa que você, usuário do Windows, pode visitar o web site do MachStudio Pro e fazer o download de imediato. Infelizmente o software só está disponível para Windows.

O software é bom? Ainda não tive como instalar o MachStudio Pro no meu computador Windows, mas o vídeo abaixo deve dar uma boa idéia de como o MachStudio Pro é rápido.

Na demonstração podemos perceber como o software consegue gerar de maneira extremamente rápida o render de um carro modelado no Maya. A velocidade desse tipo de software é regulada da mesma maneira que outros softwares que usam a GPU, e depende exclusivamente da capacidade da sua placa de vídeo. Quanto melhor ela for, menos tempo será necessário para o software gerar as imagens na renderização.

A quantidade de opções para escolher e trabalhar com render por GPU só aumenta. Aproveite a oportunidade e corra para fazer o download.

Tutorial Blender e YafaRay: Renderizando uma escultura 3d

As últimas semanas trouxeram inúmeros renderizadores para o Blender 2.5 nas suas versões estáveis como o LuxRender 0.8 que é hoje a melhor opção em termos de software de código aberto, para usar junto com o Blender. Entre todos esses renderizadores que funcionam com o Blender, um dos mais simples de usar e que remonta aos dias mais antigos do Blender é o YafaRay. Mesmo sem uma versão definitiva que permita a integração simples e rápida com o software, muitos usuários ainda recorrem as versões especiais do Blender já com o YafaRay integrado que estão disponíveis no graphicall.org para usar o YafaRay sem precisar compilar nada.

Caso você queira se aventurar pelo YafaRay usando o Blender 2.5, o tutorial abaixo que está dividido em duas partes, deve ajudar bastante a criar uma cena simples usando o YafaRay.

O objetivo do tutorial é mostrar o processo de modelagem para uma pequena escultura de madeira, dentro de uma cena do tipo estúdio que é renderizada apenas usando iluminação difusa. Esse tipo de cena é conhecida como “studio setup” sendo a melhor opção para fazer apresentação de produtos virtuais, por criar um ambiente com fundo infinito perfeito para mostrar objetos apenas.

No tutorial você vai encontrar os procedimentos para fazer a modelagem 3d da escultura e dos elementos presentes no cenário, usando apenas as ferramentas de modelagem poligonal do Blender. Depois que o modelo 3d está pronto e com as texturas devidamente aplicadas usando mapas UV, o autor dos vídeos passa para a configuração da cena com o YafaRay.

Um dos segredos para conseguir esse tipo de efeito no YafaRay e usar iluminação baseada em objetos do tipo Mesh como planos, simulando o que acontece em ambientes reais de estúdio.

O resultado final do tutorial é uma imagem que mostra a escultura posicionada no cenário de estúdio, usando o fundo infinito. Como você pode perceber pela imagem, a cena como um todo é perfeita para apresentar produtos devido inexistência de detalhes no plano de fundo da cena. Se você é usuário do Blender e precisa apresentar produtos ou objetos dessa maneira, esse tipo de tutorial deve ser ainda mais útil para você!