Exemplo de VR para arquitetura na web

O mercado de visualização para arquitetura está cada vez mais abraçando novas tecnologias e recursos para apresentar seus projetos, seja por meio de dispositivos móveis ou então sistemas em VR. Mas, apesar de ser uma demanda crescente do mercado, algumas pessoas ainda sentem falta de ter um exemplo para uso no seu aprendizado.

Quer visualizar um projeto criado em 360 graus para arquitetura que pode servir de exemplo? Nesse link, você pode conferir um ótimo exemplo online de visualização para arquitetura otimizado para navegadores web. O mesmo sistema pode ser adaptado para dispositivos como óculos VR.

Um dos segredos para conseguir produzir esse tipo de material está na organização do projeto com um todo. Você vai reparar que a câmera está em pontos fixos no cenário, então apesar de parecer um projeto único são três rendera diferentes. Cada um com pontos de vista específicos.

arquiteturavr_exemplo_500_px_85

Outro aspecto importante da navegação como um todo é que a “regra de ouro” da modelagem para arquitetura, que determina a criação apenas do que será enquadrado na câmera não vale nesse caso. Como a visão será de 360 graus será inevitavelmente necessário trabalhar na estrutura do modelo 3d como um todo.

O segundo aspecto que seve ser planejado é a navegação por meio do “teleporte”. Ao acionar os links nas imagens você percebe que a câmera “pula” para a posição especificada. Isso evita que sejam criados ambientes totalmente 3d no navegador, economizando recursos e mantendo a visualização compatível com múltiplos dispositivos.

É preciso escolher os pontos que devem servir de base para os links em cada ambiente. Depois é só montar a estrutura de navegação, seja ela usando qualquer software. O futuro da visualização para arquitetura é a aplicação dessas tecnologias, e os dias em que imagens renderizadas seriam suficientes para vender projetos estão contados.

Criando visualização para arquitetura

Quer trabalhar com projetos semelhantes a esse e arquitetura? No EAD – Allan Brito é possível encontrar diversos recursos que ajudam a criar e produzir esse tipo de material no Blender, Unity ou Unreal Engine. Os cursos recomendados para esses projetos são os seguintes:

Blender Cycles para arquitetura: Attic Workspace

O aprendizado sobre o uso do Blender Cycles para arquitetura é algo que exige ao mesmo tempo conhecimento do artista 3d, e uma boa quantidade de testes. Isso faz parte do processo de aprendizagem envolvido no conhecimento das ferramentas e avaliar o comportamento de luzes e materiais.

Um ótimo recurso para aprender a configurar cenas com Blender Cycles para arquitetura é observando como outros artistas realizaram as suas próprias configurações. Esse é o caso do projeto chamado Attic Workspace do artista chamado krsblend que publicou um conjunto de imagens com a iluminação muito bem resolvida. A seguir uma das imagens que formam o projeto:

Blender Cycles para arquitetura

Como você pode perceber o espaço usado pelo artista apresenta alguns desafios em relação ao funcionamento do Blender Cycles. O sistema usa um algoritmo chamado Path Tracing como base para renderização, e esse sistema não “gosta” de algumas características. Por exemplo, pontos de luz muito pequenos ou então ambientes totalmente fechados com uma única fonte de luz.

Quais soluções o artista usou para resolver esses problemas?

Se você quiser conhecer um pouco dos ajustes usados na renderização desse projeto, recomendo visitar o link indicado nos parágrafos anteriores que levam até o fórum Blenderartists. Mesmo que você não entenda as descrições do projeto em inglês, é possível direcionar a sua atenção para as imagens da interface do Blender.

O artista compartilha não só uma imagem com a posição e configuração de cada um dos pontos de luz, mas também outros painéis como o balanço de cor e outros. Para fins de teste você pode usar esses valores e começar a fazer testes nos seus próprios projetos.

A cópia direta dos valores pode não resolver totalmente todo tipo de render, pois existem fatores como a escala usada na modelagem que interferem diretamente nos números usados. Mas, é um excelente ponto de partida para fins educacionais.

Usando o Blender Cycles para arquitetura

Ainda não faz idéia de como funcionam o Blender e o Cycles? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com o funcionamento dessas ferramentas, além de diversos outros recursos para arquitetura em especial:

Coleção de 200 pessoas no formato cutout: Download gratuito

Um dos pontos que é deixado um pouco de lado por alguns artistas 3D trabalhando com visualização para arquitetura é a escala humana. Os benefícios desse tipo de imagem no seu projeto são os mais diversos. E com uma coleção de 200 pessoas no formato cutout esse processo será muito mais fácil! Acredite quando recomendo esse tipo de recurso para nossos alunos e leitores, que a escala humana é fundamental para a percepção geral do projeto.

Com essa coleção de 200 pessoas no formato cutout você pode adicionar imagens de figuras humanas nas mais diversas situações e contextos, até mesmo com imagens já configuradas em grupo. A grande vantagem desse tipo de recurso é a facilidade com que podemos simplesmente aplicar as imagens em planos, e ajustar os pixels transparentes.

coleção de 200 pessoas no formato cutout

Caso você não escolha usar esse tipo de recurso será preciso abrir as imagens no Photoshop ou GIMP, e depois fazer a respectiva configuração do plano de fundo. É basicamente um trabalho manual que pode demandar um bom tempo de ajustes. Isso eventualmente acaba atrapalhando a produção do seu projeto.

O download dessa coleção de 200 pessoas no formato cutout ajuda muito, mas você precisa ter paciência para fazer o download do material. É um arquivo único transferido pelo wetransfer com 6GB em tamanho! Sim, é preciso ter um pouco de paciência já que o download acaba sendo interrompido algumas vezes ao longo do processo. Visite esse endereço para começar o download.

Nas minhas tentativas de fazer o download do material acabei tendo que realizar o procedimento pelo menos 3 vezes até conseguir completar o download. É um trabalho considerável o download, mas depois de analisar o conteúdo dentro dos arquivos você vai descobrir que vale muito a pena esperar. A qualidade e resolução dos arquivos é fantástica.

Usando a coleção de 200 pessoas no formato cutout

Ainda não faz idéia de como usar esse tipo de recurso nos seus projetos voltados para arquitetura? No EAD – Allan Brito você pode encontrar diversos recursos relacionados com visualização para arquitetura:

O material está separado por grupos e classificado por tipos de arquivos, e você terá em mãos um incrível recurso para adicionar contexto e escalas humanas nos seus projetos. É o tipo de download obrigatório! Se você ainda não começou, recomendo muito copiar agora mesmo a coleção de 200 pessoas no formato cutout.

VR para arquitetura: Demonstração de projeto

As maneiras existentes para vender projetos em arquitetura estão evoluindo bastante nesses últimos anos, e isso acaba interferindo diretamente no mercado. Assim como a tecnologia avança para oferecer produtos de entretenimento, os artistas digitais sempre encontram forma de aproveitar a tecnologia para potencializar seus projetos. É o caso do VR para arquitetura.

Quer um exemplo da aplicação de VR para arquitetura? No vídeo que ilustra esse artigo você pode conferir a apresentação de um projeto usando VR. Nesse caso o artista faz a demonstração virtual de um ambiente interno que pode ser visualizado de maneira extremamente realista.

No caso dessa demonstração de VR para arquitetura é usado o HTC Vive. Esse equipamento é uma das plataformas premium de VR disponíveis para consumidores. Entre as inúmeras vantagens em usar equipamentos como esses, está a qualidade das imagens geradas. É possível conferir os ambientes internos com boa resolução de imagens.

O usuário é capaz de andar pelos ambientes e ter a sensassão de estar realmente no projeto finalizado, e perceber a organização espacial de forma bem realista. É algo que transcende as simples imagens renderizadas de forma estática, e até mesmo as aplicações interativas. E dependendo da forma com que os projetos são realizados, é possível até mesmo fazer opções de mobiliário e materiais diferentes.

Como o usuário pode fazer essas trocas de materiais e móveis, o projeto ganha um nível próprio de interação. Pois é possível pegar o que já está pronto e fazer mudanças de acordo com o gosto do futuro morador ou habitante do espaço. É uma forma mais interativa de fazer arquitetura e até mesmo gerar novos negócios.

VR para arquitetura

Uma das fontes de renda de projetos para arquitetura de interiores são as comissões e vendas sobre móveis, objetos e acabamentos. Ao oferecer dentro das aplicações VR para arquitetura os produtos das empresas para as quais você já possui contatos comerciais, a comissão em vendas pode ficar facilitada.

Para os casos em que você pretende também fazer a venda dos móveis, as aplicações ainda podem oferecer informações como preço e acabamentos dos produtos. Apesar de usar uma plataforma relativamente cara, é possível conseguir excelentes resultados com dispositivos VR baseados em celulares também. A interação fica por conta de joysticks Bluetooth.

VR para arquitetura

Ficou interessado em desenvolver VR para arquitetura? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com a produção de VR para arquitetura e aplicações interativas:

Panoramas em 360 graus para arquitetura

A renderização para arquitetura é uma das áreas que sempre recomendo para meus alunos como uma porta de entrada para o mercado. É um segmento que ainda tem grande potencial, apesar das dificuldades econômicas e redução nas vendas, ainda é necessário produzir material de divulgação. Sem divulgação as vendas ficam ainda piores, então acaba sendo interessante investir nesse mercado. Quer um exemplo de conteúdo que pode ajudar? Panoramas em 360 graus para arquitetura.

Quem já está produzindo visualização para arquitetura deve ter percebido que os clientes começaram a barganhar mais pelo preço, que é natural nesse ambiente de baixas vendas. Uma alternativa para tentar manter o mesmo patamar é com a inovação. Um exemplo disso são os projetos envolvendo visualização interativa ou então VR.

Veja o caso desse projeto que foi criado usando o Blender e renderizado no Octane Render. O artista conseguiu criar um ambiente extremamente bem acabado, e uma das imagens mais realistas que já tive a oportunidade de visualizar. Das que foram criadas com o Octane Render.

Panoramas em 360 graus para arquitetura

O conjunto completo de imagens pode ser conferido nesse endereço do Blenderartists, em que o autor do projeto compartilha diversas imagens desse mesmo ambiente. Esse projeto é um exemplo de diversificação, pois além das tradicionais imagens renderizadas, o artista também produziu panoramas em 360 graus para arquitetura.

Essas imagens servem como base para a criação de pequenas aplicações ou simulações com dispositivos VR. Por exemplo, ao carregar as imagens no Google Cardboard é possível ter uma experiência imersiva dentro do ambiente. É com exemplos de conteúdo assim que você pode negociar a manutenção dos preços no período pré-crise.

E não apenas trabalhar com o período pré-crise! Ao aprender o processo de conversão de projetos para dispositivos VR você abre possibilidades de pregar serviços para empresas de fora do país, que pagam em dólares ou Euros.

Panoramas em 360 graus para arquitetura

Ficou interessado em diversificar nos seus projetos de visualização para arquitetura? Confira esses cursos do EAD – Allan Brito que podem ajudar você a melhorar seus projetos para arquitetura: