Apartamento na Unreal Engine

A evolução do mercado de visualização para arquitetura está fazendo com que cada vez mais artistas migrem para novas ferramentas. Um fenômeno recente é a adoção de softwares especializados na criação de jogos digitais, para criar ambientes interativos para arquitetura como a Unreal Engine.

Alguns artistas acreditam que a ferramenta fará boa parte do trabalho, mas as exigências em relação ao seu uso é produção ainda são as mesmas. Você ainda vai precisar de uma boa placa de vídeo, e os tempos de render tendem a ser grandes para projetos com boa qualidade de iluminação.

A diferença nesse caso é que o nome do processo muda, especialmente no caso da Unreal Engine. O render se traduz como cálculo do chamado light mass.

Quer ver um exemplo de projeto para arquitetura com excelente qualidade e que levou tempo considerável de render? Visite esse endereço para conhecer o Scandinavian Apartment do artista hoanganh461.

Esse projeto é interessante por diversos motivos, sendo o principal a informação relacionada ao tempo de cálculo do light mass e o hardware usado. O artista fez uso de uma GTX 980Ti, que alguns meses atrás era o topo de linha da Nvidia.

O tempo total de cálculo para o projeto foi de 3 horas. É um tempo considerável, mas que apresenta diversas vantagens em relação a uma ferramenta que gera imagens estáticas. Depois que o cálculo está pronto, o artista pode tranquilamente mover a câmera e gerar novas imagens do projeto de maneira rápida.

A iluminação já está calculada e como é um ambiente voltado para render em tempo-real o movimento da câmera é livre pelo cenário. O que facilita bastante a criação de imagens.

Como vantagem o artista ainda pode criar aplicações interativas 3D para apresentar o projeto.

Os tempos de render podem ser longos, mas o resultado visual compensa! Ao invés de fazer vários renders, você faz apenas um.

Aprendendo a usar a Unreal Engine

Quer usar a Unreal Engine para arquitetura? O EAD – Allan Brito possui cursos e treinamentos especializados na Unreal Engine e visualização para arquitetura que podem ajudar você:

 

Download gratuito de objects para coberturas de edifícios

As imagens e animações criadas com foco em arquitetura geralmente não mostram uma área comum em edificações, que são as coberturas dos prédios e casas. Essas áreas são cheias de equipamentos e estruturas de apoio. Entre essas estruturas estão máquinas para exaustão de ar, caixas d’água e outros equipamentos.

Quando precisamos criar animações em que a câmera se desloca acima do nível das edificações, surge a necessidade de adicionar esses detalhes nos topos dos edifícios para contextualizar o projeto.

Você possui alguns desses equipamentos na sua biblioteca? Quer fazer o download gratuito de alguns desses objetos prontos para uso?

Um artista chamado klaimtrev compartilhou no BlendSwap diversos modelos 3D próprios de equipamentos encontrados em coberturas de edifícios. Os modelos abrangem desde equipamentos para ar-condicionado, tubulações, exaustores e outros. É uma coleção realmente destinada na representação da infra-estrutura de edificações.

Cobertura de edifícios

A grande utilidade dessa coleção está relacionada exatamente com projetos em que a câmera passa em níveis bem acima do horizonte, e precisam mostrar a parte superior de ambientes urbanos. Seja na visualização para arquitetura ou então jogos digitais.

Os arquivos devem permitir que você finalize a estrutura dos edifícios de maneira rápida.

Os modelos 3D não possuem nenhum tipo de material associado. Todos os arquivos estão no formato nativo do Blender, mas podem ser aproveitados em outros softwares 3D. Como? Basta abrir o Blender e exportar os arquivos para formatos como OBJ, que são compatíveis com a grande maioria dos softwares.

A licença de uso é creative commons zero que em outras palavras significa domínio público. Então, você pode usar os arquivos para qualquer propósito, até para fins comerciais.

Para quem não conhece o BlendSwap, a plataforma permite fazer o download de arquivos compartilhados por usurários artistas 3D usando o Blender. É necessário fazer cadastro no web site para ter acesso aos arquivos, mas o processo é gratuito. Porém, existe um limite mensal para downloads que pode ser ampliado mediante pagamento de assinatura.

Aprenda modelagem 3d usando o Blender

Quer aprender a fazer modelagem 3d com o Blender? No EAD – Allan Brito exostem diversos cursos relacionados com modelagem 3d que podem ajudar você a começar:

Comparando Cycles e Corona Render em arquitetura

Quando você está trabalhando com renderizadores comerciais como V-Ray, Maxwell ou Corona render é preciso escolher uma plataforma para gerar os modelos 3d que posteriormente são transformados em imagens. Uma boa parcela dos artistas 3D acaba escolhendo plataformas igualmente comerciais como o 3dsmax, Cinema 4D e outras.

Mas, você sabia que o Blender é capaz de gerar a geometria 3D necessária para a maioria desses renderizadores comerciais? Já houve um tempo em que era difícil integrar o Blender com outros renderizadores externos, e você acabava tendo que escolher ferramentas como o YafaRay ou LuxRender para seus projetos.

São softwares excelentes, mas que boa parte dos artistas digitais não conhece. Então sempre acabavam me perguntando se era possível usar o Blender com renderizadores comerciais.

Hoje em dia o cenário é bem diferente! Você pode usar o Blender com V-Ray, Corona Render e outros. Depois que o Cycles surgiu, a demanda por renders externos no Blender foi reduzida de maneira significativa. Mas, ela ainda existe.

Quer ver um exemplo de projeto modelado no Blender e renderizado no Corona? E depois comparando o resultado com o Cycles? Um artista do estúdio alemão xoio-air resolveu fazer esse experimento.

O artigo é bem longo e cheio de detalhes fazendo um relato da experiência em usar o Blender como base para exportar 3D para o Corona. Além de comentários sobre a comparação de performance com o Cycles.

O resultado muito positivo em ambos os aspectos. Tanto na exportação do modelo 3D para o Corona usando o Add-on próprio para isso, e também a renderização da mesma cena com o Cycles.

Como ponto negativo em relação ao Cycles o artista citou o tempo de render, que sempre demandava períodos maiores para conseguir gerar imagens com menos granulação.

Isso mostra como o software evoluiu em termos de compatibilidade com ferramentas externas. Se você usa hoje algum desses renderizadores, o Blender surge como alternativa para gerar os modelos 3D e economizar na necessidade de manter uma assinatura com a Autodesk.

Aprendendo modelagem 3D com Blender

Ainda não sabe usar o Blender para produzir modelos 3D? No EAD – Allan Brito existem diversos cursos relacionados com modelagem que podem ajudar você:

Download gratuito de vidro jateado e água para Unreal Engine

Alguns tipos de materiais são mais complicados que outros para simular em softwares 3d, principalmente quando propriedades físicas como transparência e dispersão da luz estão envolvidas. É o caso de materiais como vidro e água.

Uma boa quantidade de artistas digitais iniciantes acredita que ao adicionar propriedades como simples transparência, vão conseguir simular de maneira realista o efeito de água e vidro. Mas, são necessárias algumas configurações extras para atingir realismo com esse tipo de material.

Por isso, sempre aproveito as oportunidade de estudar materiais prontos, para aprender as técnicas usadas por outros artistas na confecção desse tipo de material. Assim você terá uma base para replicar o efeito nos seus próprios projetos.

Você quer fazer o download de dois materiais prontos para a Unreal Engine? Um artistas chamado Handy_tool_lover compartilhou vidro jateado e água, para uso em qualquer projeto na Unreal Engine. Os materiais são livres de direitos autorais e servem até para projetos com fins comerciais.

Para fazer o download, você precisa visitar esse endereço.

Esse material de vidro jateado na Unreal é de grande utilidade não só para uso em jogos, mas principalmente nos contextos de design e arquitetura. Caso você não saiba, as engines de jogos estão dominando os projetos relacionados com visualização em arquitetura. É a união das tecnologias voltadas para jogos com uma necessidade do mercado.

Ao aproveitar esse material de vidro jateado, você poderá rapidamente resolver problemas relacionados com o uso desse tipo de superfície comum em arquitetura.

No caso da água o benefício é dividido com os produtores de jogos, pois os cenários externos que fazem uso de elementos naturais acabam demandando o uso de espelhos d’água. Pode ser um lago ou mesmo poça, o material vai ajudar você.

Uma das grandes vantagens da Unreal Engine para uso em projetos de visualização e design é a sua licença. Para esse tipo de projeto não é necessário pagar a taxa de royalties cobrada pela Epic Games para iniciativas voltadas para produção de jogos.

Isso explica em parte o motivo pelo qual diversos artistas digitais estão investindo no uso da plataforma para exibir seus projetos. Claro que não é só isso, pois a Unreal possui uma das melhores plataformas e renders em tempo real.

Já mencionei que o download dos materiais é totalmente gratuito?

Aprenda a usar a Unreal Engine

Quer aprender a usar a Unreal Engine para projetos relacionados com arquitetura e jogos? No EAD – Allan Brito existem diversos cursos que ajudam você a usar a Unreal Engine em diversos projetos:

Exemplo de VR para arquitetura na web

O mercado de visualização para arquitetura está cada vez mais abraçando novas tecnologias e recursos para apresentar seus projetos, seja por meio de dispositivos móveis ou então sistemas em VR. Mas, apesar de ser uma demanda crescente do mercado, algumas pessoas ainda sentem falta de ter um exemplo para uso no seu aprendizado.

Quer visualizar um projeto criado em 360 graus para arquitetura que pode servir de exemplo? Nesse link, você pode conferir um ótimo exemplo online de visualização para arquitetura otimizado para navegadores web. O mesmo sistema pode ser adaptado para dispositivos como óculos VR.

Um dos segredos para conseguir produzir esse tipo de material está na organização do projeto com um todo. Você vai reparar que a câmera está em pontos fixos no cenário, então apesar de parecer um projeto único são três rendera diferentes. Cada um com pontos de vista específicos.

arquiteturavr_exemplo_500_px_85

Outro aspecto importante da navegação como um todo é que a “regra de ouro” da modelagem para arquitetura, que determina a criação apenas do que será enquadrado na câmera não vale nesse caso. Como a visão será de 360 graus será inevitavelmente necessário trabalhar na estrutura do modelo 3d como um todo.

O segundo aspecto que seve ser planejado é a navegação por meio do “teleporte”. Ao acionar os links nas imagens você percebe que a câmera “pula” para a posição especificada. Isso evita que sejam criados ambientes totalmente 3d no navegador, economizando recursos e mantendo a visualização compatível com múltiplos dispositivos.

É preciso escolher os pontos que devem servir de base para os links em cada ambiente. Depois é só montar a estrutura de navegação, seja ela usando qualquer software. O futuro da visualização para arquitetura é a aplicação dessas tecnologias, e os dias em que imagens renderizadas seriam suficientes para vender projetos estão contados.

Criando visualização para arquitetura

Quer trabalhar com projetos semelhantes a esse e arquitetura? No EAD – Allan Brito é possível encontrar diversos recursos que ajudam a criar e produzir esse tipo de material no Blender, Unity ou Unreal Engine. Os cursos recomendados para esses projetos são os seguintes: