Impressão 3D para arquitetura com Blender

A impressão 3D é um dos grandes chamarizes para muitas pessoas começarem a usar softwares 3d para criar ou manipular os modelos 3d necessários para usar nas impressoras 3d. E qual seria o melhor software para editar modelos 3d para impressão? Existem muitas opções para criar modelos 3d para impressão, mas entre todos eles o Blender possui uma grande vantagem entre os potenciais softwares devido a sua acessibilidade! Você quer imprimir em 3d? É só fazer o download do Blender que é totalmente gratuito e começar a fazer objetos para mandar para impressoras 3d.

Entre as áreas que podem aproveitar muito a revolução da impressão 3d está a arquitetura, pois assim como a maioria dos arquitetos ou pessoas que trabalham com projetos sabem, é preciso criar eventualmente modelos físicos dos projetos para explicar melhor um projeto. Já pensou imprimir em 3d a sua maquete?

Impressão 3D para arquitetura com Blender

Impressão 3d para arquitetura com Blender

Um exemplo de como a impressão 3d para arquitetura pode revolucionar a acelerar o processo de produção desse tipo de material pode ser conferido no vídeo a seguir, em que o arquiteto e usuário do Blender Matthieu Dupont mostra como é possível criar no Blender o modelo 3d, e depois imprimir o mesmo em 3d.

O projeto é bem conceitual e cheio formas orgânicas, e seria um verdadeiro desafio criar um modelo físico do projeto. Mas, a impressora 3d acaba fazendo toda a parte complexa e aposto que o artista não precisou sujar as mãos com cola ou então cortar os dedos para criar essa maquete. Se você já teve que criar alguma maquete sabe do que estou falando!

Quer começar a criar esses modelos em 3d? O Blender é totalmente gratuito e permite que você até mesmo prepare os objetos para impressão em 3d com o uso de um Addon próprio para isso, que pode ser copiado também de maneira gratuita nesse endereço.

Aprendendo modelagem 3d com Blender

E para criar modelos 3d mais complexos com o Blender, recomendo uma visita ao EAD – Allan Brito para aprender com o curso básico de Blender, que também é gratuito. Quer desenvolver ainda mais as habilidades com o Blender? Então recomendo visitar um desses cursos:

Guia gratuito sobre impressão

No passado o trabalho computação gráfica estava muito relacionado com a impressão de documentos em grandes formatos, e até mesmo a criação de material voltado para esse formato. Com o passar do tempo as coisas mudam em todos os mercados, e na computação gráfica a coisa está se voltando cada vez mais para o meio eletrônico seja no vídeo, web sites e os recentes livros eletrônicos. Isso era tão forte na área de computação gráfica, que chegou uma época em que as pessoas se diziam especializados em computação gráfica apenas pelo fato de trabalhar com impressão em softwares como o Corel Draw. Mas, apesar da perda de mercado estar reduzindo a importância da impressão como objetivo final de projetos de computação gráfica, ainda é preciso trabalhar eventualmente com esse tipo de mídia.

Para as pessoas que já trabalham com esse tipo de mídia, ou então, para quem quiser estudar um pouco mais os detalhes da impressão usando os softwares da Adobe, a empresa lançou um guia gratuito para download sobre como imprimir usando os seus softwares do pacote CS 5 e CS 5.5.

Guia-Impressao.jpg

O material passa pela parte básica da impressão como a escolha dos perfis de cores e detalhes técnicos dos softwares abordados, como a organização das camadas e a manipulação de vetores e bitmaps.

Os softwares abordados nesse guia são:

  • Adobe InDesign CS5
  • Adobe Photoshop CS5
  • Adobe Illustrator CS5

A impressão em cada um dos softwares é abordada dentro do seu próprio contexto. Por exemplo, no caso do InDesign aprendemos os detalhes sobre a criação de documentos eletrônicos como e-books e revistas, já no Illustrator é descrito o processo de criação de peças publicitárias baseadas em ilustração vetorial. E o Photoshop aborda a manipulação de fotografias e imagens baseadas em bitmaps.

Esse tipo de documento é importante para aprender os detalhes sobre como configurar documentos e preparar projetos para impressão. Ainda está um pouco longe de detalhar os possíveis problemas que enfrentamos com as diversas configurações e ajustes de cada gráfica rápida, como os inconvenientes de como algumas pessoas nessas gráficas acabam inadvertidamente mudam os documentos, ou as cores não são impressas de maneira fidedigna ao documento, mas é uma excelente referência inicial para quem só está acostumado a gerar arquivos PDF, SWF, MOV e outros formatos eletrônicos.