Tutorial SketchUp: Modelagem de naves e veículos no SketchUp

Entre as mais diversas ferramentas de modelagem 3d, posso destacar como sendo a mais simples e intuitiva para usuários iniciantes o SketchUp. Mesmo sendo claramente direcionado para o mercado de visualização de projetos arquitetônicos, podemos encontrar diversos exemplos da aplicação do SketchUp em áreas como a modelagem mecânica e o design de cenários para jogos. Isso se deve ao fato do SketchUp ser extremamente simples de modelar e na sua versão PRO, permitir que os modelos 3d sejam exportados para softwares como 3ds Max, Blender 3D e outros para acabamento e animação.

Na semana passada, encontrei dois links muito interessantes para artistas 3d que gostariam de tentar trabalhar com modelagem de veículos e naves, voltadas para projetos de ficção científica. Ambos usam o SketchUp como base para criação do modelo 3d e resultam na criação de modelos muito detalhados, mas que não são tecnicamente difíceis de criar.

tutorial-sketchup-modelagem-veiculos-naves-mecanica

Os dois tutoriais de modelagem estão em russo, mas nada que uma ajuda do Google Translator não possa resolver. Esses são os links para os dois tutoriais:

A tradução só não consegue alterar os textos presentes nas imagens, mas isso não atrapalha em nada o processo. O mais interessante de perceber ao visitar os dois tutoriais é que os autores usam técnicas muito parecidas para criar seus projetos. Ambos começam com imagens de referência posicionadas no ambiente de modelagem do SketchUp, para depois trabalhar com o desenho dos contornos e modelagem dos objetos. Outra coisa interessante é que podemos perceber que os modelos 3d das naves parecem complicados de produzir, quando na verdade são apenas trabalhosos. É um processo que exige muita repetição, para que pequenos detalhes e elementos sejam posicionados no modelo 3d.

No final, ainda é necessário gerar uma imagem para que os modelos 3d recebem o tratamento da pós-produção que é feita em softwares como o Photoshop.

Esse é um excelente exemplo para os artistas que estão usando o SketchUp apenas para trabalhar com modelagem para arquitetura, mostrando que é possível produzir conteúdos bem diferentes com um pouco de criatividade e intuição do artista 3d.

Palestras gratuitas sobre 3ds Max, Softimage, Maya e Mental Ray

Na maior conferência sobre computação gráfica do mundo, a Siggraph que acontece todos os anos no segundo semestre, a maioria das empresas que desenvolve ferramentas de computação gráfica participa com palestras e apresentações dos seus produtos. Com a Autodesk não é diferente, e esse ano foram muitas palestras e apresentações que fariam qualquer usuário de softwares como 3ds Max, Maya ou Softimage querer fazer uma visita a Nova Orleans. Caso você também não tenha conseguido visitar a feira e assistir as apresentações da Autodesk, assim como eu, pode conferir os vídeos das apresentações diretamente no web site da empresa.

A maioria desses vídeos é narrada em inglês, o que consiste uma grande barreira para boa parte dos usuários e artistas que não dominam a língua, principalmente ouvir uma apresentação. Se existisse ao menos uma transcrição das apresentações já seria uma grande ajuda. Pois, agora podemos conferir praticamente todas as apresentações realizadas pela Autodesk na Siggraph 2009 legendadas em português também!

palestras-gratuitas-3dsmax-maya-mentalray-softimage

Para acessar os vídeos é necessário visitar esse link que leva ao web site da Autodesk, em que você precisará se registrar para ter acesso ao material. Caso você já possua uma conta na AREA, o canal de tutoriais e blogs para usuários da Autodesk, basta fazer o login antes de visitar esse endereço. Esses são os títulos das palestras disponíveis:

  • 3ds Max: Renderização do tipo toon para criar imagens estilizadas
  • Mental Ray: Como usar opções avançadas de shaders do Mental Ray para integrar objetos virtuais com a realidade
  • Softimage: Usando o ICE para criar deformações realistas em personagens virtuais
  • Maya: Criando fraturas procedurais em objetos com base em colisões e dinâmica
  • Mudbox: Como trabalhar com escultura digital no Mudbox e integrar o material em outras ferramentas 3d
  • MotionBuilder: Configurando personagens usando técnicas de captura de movimento

Essas são as chamadas Master Classes, que a Autodesk sempre oferece aos visitantes da feira e também disponibiliza com freqüência no seu web site. As legendas em português não estão disponíveis para todos os vídeos, mas apenas pelo fato de poder acompanhar o que a pessoa está falando, por escrito, ajuda no entendimento dos termos técnicos e nuances dos softwares.

Só para reforçar, o acesso aos vídeos é totalmente gratuito.

Tutorial Autodesk Maya: Criando explosões com uso de fluidos

O uso de sistemas baseados em simulações de fluidos não servem apenas para representar líquidos, podendo ter aplicações em diversas áreas, principalmente nos efeitos atmosféricos. Isso se explica pela dinâmica com que diversos dos fenômenos atmosféricos acontecem, fazendo com que as ferramentas que simulam fluidos possam ser usadas para criar fumaça, neve, neblina e explosões. No Maya 2009 existe um poderoso simulador de fluidos que pode gerar exatamente esse mesmo tipo de efeito, com a ajuda de diversos padrões prontos adicionados pela Autodesk para facilitar a criação de animações e efeitos avançados de maneira bem rápida. Por exemplo, essa semana você deve ter visto nos meios de comunicação uma avalanche de documentários e matérias sobre a chegada do homem a Lua.

No material em animação que é exibido sobre temas como a exploração espacial, é necessário usar uma boa combinação de efeitos para conseguir criar as animações dos foguetes e principalmente dos propulsores. Se você quiser aprender a fazer esse tipo de animação usando o sistema de fluidos do Maya, encontrei um tutorial muito bem ilustrado mostrando os procedimentos necessários para criar um efeito semelhante ao mostrado abaixo:

tutorial-explosoes-autodesk-maya-2009-fluidos.jpg

Esse efeito foi criado com o uso dos fluidos dinâmicos do Maya, que é um dos três tipos de fluidos suportados pelo sistema. A vantagem desse tipo de fluido é que ele segue as regras de interação e comportamento físico dos fluidos, reagindo com colisões e gravidade. Ainda existem outros dois tipos de fluidos disponíveis no Maya que são os fluidos não dinâmicos e os destinados a grandes superfícies de água, ideais para representação de lagos e do mar.

O tutorial com a descrição do procedimento necessário para criar o efeito de explosão com o Maya pode ser visualizado aqui, com uma pequena ajuda da tradução automática do Google, pois o tutorial original está em Chinês! Sim, mas como o autor escreveu muito pouco no tutorial e se concentrou nas figuras, podemos acompanhar sem maiores problemas a configuração efeito.

A parte mais importante sobre esse tipo de simulação no Maya é a criação de um fluid container, que funciona da mesma maneira que o Gizmo no 3ds Max, delimitando a área em que efeitos atmosféricos acontecem no software. Existem dois tipos de containers no Maya, que são os containers 2d e 3d. Para esse tutorial o autor usou o container 3d.

Mais informações sobre o uso de fluidos no Maya 2009, podem ser consultados de maneira gratuita no help online do Maya que é muito completo.

Tutoriais sobre edição de vídeo com Avid Media Composer

Sempre que temas relacionados à edição de vídeo e composição são levantados em projetos ou trabalhos, alguns softwares geralmente surgem como as primeiras opções para esse tipo de tarefa, como o Adobe Premiere e Adobe After Effects. Nos últimos anos outro nome muito forte ganha cada vez mais terreno nessa área, o Final Cut da Apple. Mas, nem todas as empresas usam esse tipo de software para fazer trabalhos de edição, pois ainda é muito forte o mercado para um dos pioneiros nessa área que é o Avid Media Composer.

As primeiras versões desse software foram lançadas ainda em 1989 para a plataforma do MacOS na época, que era muito limitado em termos de edição de vídeo, mas era uma das melhores opções até então. O Adobe Premiere que conhecemos hoje só seria lançado em 1991.

Muitas empresas e estúdios que abordam trabalhos mais robustos de edição de vídeo, ainda se baseiam nas tecnologias de edição da Avid. Por isso, ainda pode ser interessante conhecer um pouco o funcionamento desse tipo de ferramenta, para uma eventual migração ou trabalho nesse tipo de empresa. Caso você queira aprender o funcionamento do Media Composer, uma série com mais de 60 tutoriais gratuitos sobre o Avid Media Composer foi publicada nos fóruns de usuários da Avid.

tutoriais-avid-media-composer

Os tutoriais disponíveis abordam os mais diversos assuntos, desde explicações sobre a interface do Media Composer, que é muito semelhante a do Adobe Premiere até efeitos e truques de montagem para vídeo mais avançados. Portanto, os tutoriais podem ajudar não só as pessoas interessadas em conhecer um pouco mais sobre o Media Composer da Avid, mas também os usuários do Premiere e Final Cut, com dicas valiosas de edição não-linear.

O foco no desenvolvimento e distribuição desse tipo de software foi um dos motivos que fez a Avid, vender a Softimage para a Autodesk. A empresa colocou como meta o fortalecimento dos seus produtos na área de vídeo digital. Para os artistas 3d que não entenderam o motivo que fez a Softimage ser vendida, por um preço tão baixo, esse software mostra que a Avid é mesmo focada em vídeo digital.

Como o acesso aos tutoriais é gratuito, o material é mais que recomendado para as pessoas interessadas em aprender sobre edição e montagem para vídeos.

Tutoriais gratuitos sobre Cinema 4D para modelagem e animação

Com o mercado de softwares sobre computação gráfica cada vez mais polarizado, entre a Autodesk e o “resto”, é cada vez mais importante conseguir uma base sólida e fiel de usuários, para sobreviver. Uma das maneiras de conseguir usuários é manter um bom programa de treinamentos e tutoriais, para sempre oferecer mais que apenas suporte por documentação na internet. Entre essas empresas a Maxon que é a responsável pelo Cinema 4D, é uma das mais atuantes nesse segmento. A empresa organizou um web site chamado Cinevertity, que oferece treinamentos e tutoriais em vídeo para artistas interessados em aprender Cinema 4D, ou simplesmente se manter atualizado em relação as mais novas tecnologias de computação gráfica 3D.

tutoriais-cinema-4d

O funcionamento do Cineversity é semelhante ao que acontece com o Autodesk Area, em que vários artistas convidados da Maxon podem publicar tutoriais em vídeo sobre o uso do Cinema 4D e suas ferramentas.

Existem duas maneiras de usar o sistema, que é fazer uma conta gratuita para ter acesso a uma boa parte dos tutoriais em vídeo, e também existe uma área restrita que só pode ser acessada mediante assinatura. Pelo que pude apurar em fóruns e falando com outros usuários, os tutoriais para os assinantes são melhores que o material gratuito, mas isso não tira o mérito e a qualidade do material.

Esses são alguns dos tópicos abordados em tutoriais, tanto gratuitos como pagos:

  • Animação de personagens
  • Modelagem 3d para arquitetura
  • Tutoriais básicos sobre 3d e computação gráfica
  • Características da iluminação em ambientes 3d

Mesmo sendo voltado para uso do Cinema 4D, recomendo uma visita ao web site, pois alguns dos tutoriais disponíveis lá tem aplicação direta em outras ferramentas 3d, como as que abordam conceitos básicos de animação 3d e configuração de personagens.

Caso você não conheça o Cinema 4D, mas gostaria de conferir alguns dos trabalhos realizados com ele em 2008, a Maxon já publicou no seu web site o Demo Reel do Cinema 4D para 2008, o arquivo apresenta alguns trabalhos fantásticos e serve como referência para mostrar o poder do software. O arquivo está no formato MOV e tem aproximadamente 80 MB.