Tutorial Maya e finalRender

Mais uma demonstração em vídeo, sobre o FinalRender foi liberada pela Cebas. Dessa vez o vídeo mostra como usar o renderizador em conjunto com o Maya. Esse tutorial segue a mesma linha de outros já lançados pela Cebas, gravados durante a última Siggraph 2007, eles mostram o público que estava na conferência, como é possível integrar o produto deles as diversas suítes 3D. Já mostrei aqui os tutoriais que mostram a integração com o Cinema 4D e 3ds Max, agora chegou a vez do Maya!

Maya e FinalRender

O tutorial está dividido em dez partes, sendo que cada parte é destinada ao respectivo assunto:

  1. Nessa primeira parte o autor do vídeo, descreve o tutorial e comenta que a versão do FinalRender disponível, adiciona várias funcionalidades e ferramentas ao Maya, que não estão disponíveis na versão “de fábrica” do software.
  2. Aqui ele começa a descrever um exemplo dessas novas funcionalidades. A primeira é a câmera, com a opção de criar efeitos no formato de olho de peixe, aquela famosa distorção conseguida em editores de imagem. Essa é uma ótima opção para imagens panorâmicas.
  3. Depois de mostrar as câmeras, o vídeo aborda o uso da iluminação global com o Maya. O tutorial mostra as opções de iluminação com HDRI e as configurações do ambiente.
  4. Além da iluminação, o tutorial mostra nessa parte, como o FinalRender pode manipular e agüentar uma grande quantidade de polígonos.
  5. Uma ótima opção para qualquer renderizador, um céu com base em parâmetros reais. Esse é o assunto dessa parte, com as opções do Physical Sky.
  6. Aqui temos uma ótima opção, objetos funcionando como fontes de luz. O vídeo mostra uma opção que permite determinar um objeto como emissor.
  7. O próximo novo recurso é chamado de fr-Procedural que é um objeto especial do FinalRender, que exibe apenas um cubo na viewport, mas é renderizado como um objeto mais complexo. Isso permite manipular e renderizar cenas com um grande número de polígonos.
  8. No penúltimo vídeo, o autor mostra algumas opções especiais de materiais, como metais e opções de reflexões borradas.
  9. Para finalizar, temos um recurso interessante chamado de Light Portal que permite ao renderizador, identificar pequenas aberturas ou áreas que são a fonte de luz de uma cena. Por exemplo, uma sala com uma pequena janela.

O material é muito interessante e é recomendado para qualquer artista 3D, mesmo quem não trabalhe com o Maya ou FinalRender. Para assistir ao tutorial, visite esse endereço. Os vídeos estão no formato Windows Media.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *