Scripts para edição de múltiplos arquivos no 3ds Max com MAXScript

Nos projetos desenvolvidos usando softwares 3d como o 3ds Max, Blender 3D ou Maya a fase em que os artistas e estruturas de informática. Os trabalhos que envolvem animação 3d e cenários complexos, podem facilmente consumir uma quantidade absurda de recursos do computador, principalmente quando é necessário abrir vários arquivos em seqüência para fazer alterações e pequenos ajustes nas cenas. Conheço algumas pessoas que trabalham com arquivos extremamente pesados no Max, com cenas que podem chegar a 300 ou 400 MB com a adição de texturas e elementos com geometria mais complexa.

O tempo necessário para abrir esses arquivos para visualizar detalhes e fazer alterações é um problema sério, sem mencionar as vezes em que o sistema fica instável pelo uso excessivo de memória. Uma solução para fazer esse tipo de alteração é usar scripts em MAXScript para adicionar elementos ou modificar detalhes do material.

Um desses scripts é o excelente Batch It Max, que se propõe exatamente a esse tipo de tarefa. Com ele é possível selecionar uma série de arquivos MAX e aplicar em massa, vários scripts ao mesmo tempo. O que por si só, já é motivo para usar e testar esse tipo de ferramenta para economizar tempo.

batchitmax

A desvantagem da ferramenta é que ele apenas aplica os scripts já prontos, servindo apenas como intermediário para aplicar os scripts.

Pode até ser um inconveniente, mas é uma ferramenta extremamente necessária em projetos que demandam a manipulação de grande quantidade de dados, e pode ser um investimento com retorno garantido para pequenos e médios estúdios.

É possível evitar o uso desse tipo de Script? Sim!

Uma boa prática para evitar esse tipo de ferramenta, é sempre usar links externos para os modelos 3d e objetos usados nas cenas. Por exemplo, se for necessário usar uma árvore em um cenário, modele esse objeto e salve em um arquivo independente. Depois que o modelo 3d estiver pronto, faça uma importação com link ou Xref. Quando for necessário fazer alterações, basta abrir os arquivos fonte de cada elemento.

A solução pode ser menos prática que um Script, mas funciona para a maioria dos softwares 3d, mesmo que não tenha disponível nenhuma ferramenta personalizada como essa.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *