Compartilhe o artigo!

O quanto uma renderização pode ser acelerada se usarmos uma placa de vídeo dedicada para jogos em softwares como o iRay no 3ds max? O uso desse tipo de tecnologia está claramente dominando os softwares especializados em renderização, pois é possível se desprender das limitações impostas pela quantidade de núcleos da CPU e jogar o trabalho de render, que não é simples, para as dezenas e as vezes centenas de núcleos da GPU. Esse é o caso da placa GeForce GTX 570 da NVidia que apesar do foco em jogos, pode ajudar bastante quando o assunto é renderização. A placa possui nada mais que 480 núcleos CUDA que podem ser aproveitados para renderização.

O vídeo abaixo é uma demonstração simples do uso dessa tecnologia em softwares como o iRay rodando no 3ds max, que é uma versão do mental ray híbrida que pode aproveitar os núcleos de uma GPU para acelerar consideravelmente o render.

O modelo 3d usado para a demonstração é uma moto Ducati com boa quantidade de detalhes e também texturas e materiais com configurações avançadas, apresentando reflexões e efeitos óticos avançados.

Uma das coisas que podemos perceber com o vídeo é que o processo inicial pode demorar apenas alguns segundos para que uma imagem seja exibida, mas depois que ela aparece o refinamento progressivo consegue exibir a imagem do render em poucos minutos. O processo dá muita carga na placa de video, aumentando consideravelmente a temperatura do dispositivo, fato comum em placas dedicadas a jogos.

Será que vale a pena usar uma placa dedicada para jogos em aplicações profissionais? A única coisa que justifica o uso desse tipo de dispositivo em softwares profissionais é o custo, que é inegavelmente menor que uma placa profissional. Se você ainda não teve a oportunidade, recomendo que leia a entrevista sobre hardware para computação gráfica, em que um especialista em equipamentos para render e 3d, comenta sobre o uso de placas de vídeo para jogos em softwares 3d profissionais.

A tendência desse tipo de aplicação em softwares 3d irá fazer com que todos precisem de placas com múltiplos núcleos no futuro, fazendo com que até equipamentos mais simples demandem de centenas de núcleos para renderizar projetos. E você, já trocou a sua placa de vídeo?