Clicky

Tecnologias de jogos aplicadas a visualização arquitetônica

Compartilhe o artigo!

As tecnologias usadas para a visualização de projetos avançou bastante nos últimos anos, e hoje já temos a possibilidade de renderizar cenas complexas aproveitando até mesmo os núcleos de GPUs, deixando o processo praticamente em tempo real. Uma das áreas que está se mesclando com a visualização é a tecnologia dedicada a criação de jogos, que também ficou mais acessível com o passar do tempo. Com softwares oferecendo uma interface ao usuário e facilitando boa parte do processo de criação de jogos virtuais, a criação de animações interativas usando essa tecnologia é bem acessível para artistas sem grandes conhecimentos em linguagens de programação.

O próprio Blender é uma excelente opção para criar esse tipo de material, mas nesse artigo quero mostrar um exemplo desse tipo de tecnologia aproveitando o Unity 3D para mostrar uma casa:

No vídeo podemos perceber que a mecânica da animação, que é totalmente interativa, aproveita os recursos utilizados na produção dos famosos jogos de tiro em primeira pessoa, em que controlamos a movimentação de um personagem pelo cenário, assumindo uma visão em primeira pessoa. Mas, ao invés de procurar inimigos e armas, o objetivo dessa animação é exatamente apresentar um ambiente.

O vídeo mostra muitos dos aspectos que procuramos em um vídeo que apresenta projetos arquitetônicos. Como uma grande quantidade de móveis e objetos nos ambientes, texturas de qualidade e a percepção da escala do futuro empreendimento. O resultado é muito interessante e mostra como deve evoluir a maioria dos projetos e tecnologias para visualização desses projetos. Com os custos mais acessíveis, não se espante se muito em breve um de seus clientes solicitar uma animação semelhante.

A qualidade dos detalhes e texturas do ambiente deixam fácil entender a motivação desse artigo. Esse tipo de tecnologia pode sim se aproveitada em projetos de visualização para arquitetura.

Para quem quiser começar, recomendo duas opções que são evidentemente o Blender e o Unity. Com o primeiro podemos fazer o projeto por completo e inclusive publicar os arquivos executáveis do projeto para distribuição. Já com o Unity, podemos aproveitar os modelos 3d do Blender e adicionar a interação necessária para simular um jogo. Mas, o Unity que possui uma versão gratuita limitada que não dá suporte a diversas tecnologias e ferramentas.

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

4 Comments

  1. Tiago 19/08/2011 em 4:47 am

    Muito conveniente ver esse post seu no dia em que eu começo um estudo exatamente nessa área. No meu caso estou usando o 3ds, ja testei o Esperient Creator que promete muito mas possui uma engine fraca, vou iniciar os teste com o unity amanhã. Se tiver interesse posso fazer uma série de artigos da evolução do estudo.

  2. Darkshines 19/08/2011 em 8:36 am

    Já existe algum tutorial para fazermos isto?
    Estou estudando o Blender e a Unity, e gostaria de estudar esta aplicação.

  3. Vinícius Kran 19/08/2011 em 6:07 pm

    Olá Allan,
    Estou testando as duas ferramentas juntas e estou gostando muito. o normalmap no Unity é muito bom, só é ruim a sombra do free que n tem, mas acho que o segredo do realismo são os BAKEs de iluminação… ai surge a pergunta!
    Da forma que eu faço bake para textura de iluminação global no brender, tem com fazer de iluminação de um luxrender ou yafaray? ai sim daraia resultados muito bons!
    .
    Aguardo feedback!
    .
    Abraço!

  4. Rodrigo Costa 13/02/2012 em 11:41 am

    Uau!
    Cara, é exatamente o que eu preciso fazer para o TCC da faculdade! onde vc achou isso? Realmente preciso saber como se faz isso. Onde posso encontrar mais informações?
    Até.

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.