Clicky

VR para arquitetura: Demonstração de projeto

Compartilhe o artigo!

As maneiras existentes para vender projetos em arquitetura estão evoluindo bastante nesses últimos anos, e isso acaba interferindo diretamente no mercado. Assim como a tecnologia avança para oferecer produtos de entretenimento, os artistas digitais sempre encontram forma de aproveitar a tecnologia para potencializar seus projetos. É o caso do VR para arquitetura.

Quer um exemplo da aplicação de VR para arquitetura? No vídeo que ilustra esse artigo você pode conferir a apresentação de um projeto usando VR. Nesse caso o artista faz a demonstração virtual de um ambiente interno que pode ser visualizado de maneira extremamente realista.

No caso dessa demonstração de VR para arquitetura é usado o HTC Vive. Esse equipamento é uma das plataformas premium de VR disponíveis para consumidores. Entre as inúmeras vantagens em usar equipamentos como esses, está a qualidade das imagens geradas. É possível conferir os ambientes internos com boa resolução de imagens.

O usuário é capaz de andar pelos ambientes e ter a sensassão de estar realmente no projeto finalizado, e perceber a organização espacial de forma bem realista. É algo que transcende as simples imagens renderizadas de forma estática, e até mesmo as aplicações interativas. E dependendo da forma com que os projetos são realizados, é possível até mesmo fazer opções de mobiliário e materiais diferentes.

Como o usuário pode fazer essas trocas de materiais e móveis, o projeto ganha um nível próprio de interação. Pois é possível pegar o que já está pronto e fazer mudanças de acordo com o gosto do futuro morador ou habitante do espaço. É uma forma mais interativa de fazer arquitetura e até mesmo gerar novos negócios.

VR para arquitetura

Uma das fontes de renda de projetos para arquitetura de interiores são as comissões e vendas sobre móveis, objetos e acabamentos. Ao oferecer dentro das aplicações VR para arquitetura os produtos das empresas para as quais você já possui contatos comerciais, a comissão em vendas pode ficar facilitada.

Para os casos em que você pretende também fazer a venda dos móveis, as aplicações ainda podem oferecer informações como preço e acabamentos dos produtos. Apesar de usar uma plataforma relativamente cara, é possível conseguir excelentes resultados com dispositivos VR baseados em celulares também. A interação fica por conta de joysticks Bluetooth.

VR para arquitetura

Ficou interessado em desenvolver VR para arquitetura? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com a produção de VR para arquitetura e aplicações interativas:

2018-03-20T12:54:46+00:00 By |Maquetes Eletrônicas|1 Comentário

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um Comentário

  1. Caroline Jatobá 17/01/2018 em 5:39 pm

    Olá!
    Já atuo na área fazendo maquetes eletrônicas mas tenho tido clientes interessados em VR e ja me solicitando valores medios (pra projetos futuros), e por isso estou estudando sobre o assunto e aprendendo a utilizar o programa, mas não sei o quanto cobrar por este tipo de serviço pois ainda não tenho plena ciência do nível de dificuldade. Você pode me ajudar com isso?

Deixar Um Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.