Criando spritesheets com Python

Compartilhe o artigo!

A criação de jogos 2D em engines modernas demanda que os artistas digitais façam uso de recursos como spritesheets para organizar suas animações, e facilitar o processo de criação. Mas, como você pode gerar seu próprio spritesheets caso tenha disponível apenas os frames individuais das animações? A primeira abordagem pode ser a de construir manualmente o quadro, organizando todas as imagens manualmente.

Funciona? Claro que sim, mas irá consumir um bom tempo de trabalho. E se existisse uma maneira rápida de criar um spritesheets apenas com um script? Usando Python você consegue esse tipo de edição usando apenas algumas linhas de código.

Foi exatamente o que um desenvolvedor chamado Jan Gross fez e compartilhou o código no seu site pessoal. Ao visitar o link você terá acesso ao código completo para fazer a criação de spritesheets com Python.

spritesheet_python_500_px_85

Um dos pontos familiares desse pequeno tutorial é o uso de uma biblioteca do Python chamada de PIL. Ela é a responsável por boa parte da manipulação de imagens com Python, sendo ao mesmo tempo versátil e poderosa. É algo que considero fundamental para qualquer artista digital conhecer, pois ao mesmo tempo liberta você da dependência de ferramentas como o Photoshop e permite expandir seus projetos.

Como o Python e essas bibliotecas são gratuitas e funcionam muito bem como serviços sendo executados de modo remoto, você pode começar a fazer a gestão de suas imagens e animações usando apenas Python. O curso sobre manipulação de imagens com Python do EAD – Allan Brito é todo baseado nessa biblioteca.

Caso você tenha interesse em aprender a usar essa ferramenta junto com Python, recomendo muito uma visita à página do curso para conferir mais detalhes. Além de ajudar você na criação de um spritesheet que pode ser aplicado em jogos 2D, será possível manipular as imagens das mais diversas formas possíveis. Você poderá redimensionar, otimizar, editar e fazer montagens com imagens das mais variadas formas.

Quando você adiciona bibliotecas como o OpenCV é possível até mesmo fazer reconhecimento de imagens, e instruir o script a localizar formas específicas dentro das imagens. Quer uma estimativa de quantos frames são usados para exibir um detalhe específico na sua animação? Usando Python é possível processar as imagens e descobrir essas informações.

Aproveite para começar já visitando a página do tutorial e contemplar a simplicidade e eficiência dos scripts.

Aprendendo animação para jogos e Python

No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados não só com animação para jogos usando spritesheets dentro do Unity, mas também cursos sobre o uso de Python. Aqui está a lista com os cursos que podem ser do seu interesse:

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *