Clicky

Devo usar uma placa Quadro para fins profissionais?

Entre as diversas perguntas que recebo aqui no blog e também dos meus alunos quando o assunto é hardware para computação gráfica, é sobre recomendações para placas de vídeo. Um dos temas que gera muita controvérsia é a escolha de placas ditas “profissionais” em comparação com modelos voltados para o público de jogos.

A pergunta mais comum está relacionada sobre o uso de placas Quadro em comparação com as GeForces. Elas não seriam melhores para fins profissionais? Já vou começar respondendo que não.

Qual o motivo? Simples, as aplicações das placas Quadro são bem específicas. Essas placas são vendidas pela Nvidia como soluções para pessoas procurando performance profissional em softwares profissionais. A performance das placas acaba vindo de fatores como:

  • Drivers otimizados pelos desenvolvedores para esse equipamento
  • Melhor qualidade dos materiais usados na produção da placa
  • Hardware próprio para acelerar tarefas com grande demanda de processamento

Isso não justifica a o uso desses equipamentos? Claro que sim! Mas, o ganho de performance não justifica a diferença de custo entre as placas Quadro e GeForce.

Sempre que pergunto para artistas digitais, qual é o seu objetivo quando adquire um equipamento novo para trabalhar? A grande maioria deseja reduzir o tempo de renderização. As placas Quadro na sua maioria possuem mais memória que as GeForce, mas acabam tendo bem menos núcleos CUDA. O resultado é que no render acelerado por GPU as GeForces são muito mais rápidas.

Quando as Quadros fazem a diferença? Apenas nos casos em que a memória for o fator determinante e os drives próprios para a sua aplicação fornecerem melhor estabilidade. Com mais memória você poderá renderizar cenas maiores.

Um dos pontos em que o uso de placas Quadro com drivers otimizados ajuda no trabalho 3d é na taxa de atualização da viewport. Por exemplo, imagine que você está criando o modelo 3d de um estádio de futebol completo ou aeroporto. Isso vai demandar a visualização de milhões de polígonos ao mesmo tempo na tela. Com o uso de drivers otimizados para o software de modelagem, você terá performance melhor na visualização e exibição das informações.

Quer fazer uma comparação rápida? Podemos pegar a Quadro P6000 e a GeForce GTX 1080Ti que são algumas das melhores placas de cada segmento hoje em dia:

  • Memória: 24GB (Quadro) e 11GB (GeForce)
  • CUDA Cores: 3.840 (Quadro) e 3.584 (GeForce)
  • Preço: US$ 5.000,00 (Quadro) e US$ 850,00 (GeForce)

Claro que você precisa usar outros parâmetros para fazer a comparação exata, mas os números devem ajudar você a entender o motivo que faz diversos artistas 3d se arrependerem e muito ao migrar para placas Quadro.

Na velocidade de render, a Quadro terá performance igual ou até pior do que as GeForces.

É pela soma do elevado custo e performance no render equivalente ou pior que acredito não valer a pena investir nessas placas. O custo dessas placas não justifica o investimento para ganhar um pouco na viewport, e sacrificar ao mesmo tempo a renderização e a sua conta bancária.

Quer melhor retorno para seu investimento? Escolha uma das placas GeForce.

Renderizando por GPU

Quer aprender a renderizar projetos com o uso de GPU? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com renderização com o Blender Cycles que fazem uso de GPU:

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

14 Comentários

  1. Valdeci 20/03/2017 em 4:48 pm

    Olá! Allan.

    Foi bem esclarecedor.

    Ótimo post. Parabéns!

  2. Carla Valdetaro 20/03/2017 em 5:58 pm

    Muito boa a comparação, mas para mim que sou amadora e estou aprendendo Photoshop e Maya, o preço da GeForce também é proibitivo!

  3. hugo 20/03/2017 em 6:10 pm

    Poderia incluir as placas dedicadas da AMD-Radeon nas considerações,NÉ?

  4. admin 20/03/2017 em 6:13 pm

    Oi Hugo,

    Como a comparação era entre as Quadro e GeForce deixei as Radeon de fora.

    Mas, só para complementar. As placas Radeon sim só servem para jogos. Não ajudam no render.

  5. admin 20/03/2017 em 6:13 pm

    Infelizmente o câmbio somado com os impostos deixam a vida de quem precisa desses equipamentos muito mais complicada no Brasil 🙁

  6. Marcelo Almeida Melo Pereira 20/03/2017 em 7:16 pm

    Estou comprando uma nestes dias e estava com esta ´pulga atrás da orelha, qual seria, já tomei a decisão, valeu muito!

  7. Luciano 21/03/2017 em 8:22 am

    Olá Allan. Texto direto e sucinto, mto bom.
    Só uma pergunta: vc conhece o Radeon ProRender (a integração com Blender está na fase BETA)? Pelo que pude entender no alto do meu desconhecimento seria uma “resposta” da AMD p/ a comunidade 3D visto a baixa popularidade das Radeon nesse nicho principalmente pela situação Cycles + OpenCL. Não fiz testes pois estou estudando Blender há um mês apenas e ainda não tenho conhecimento p/ tirar uma conclusão. Obrigado

  8. Alisson 21/03/2017 em 8:47 am

    Ótimo post, ainda tinha duvidas entre as duas categorias para investir agora ficou mais claro. Mas só uma coisa, será q a quadro teria ganho suficiente na viewport assim? E as GeForces n teriam ganho algum na ViewPort? Só no render?

  9. admin 21/03/2017 em 10:29 am

    Oi Luciano,

    Eu conheço a iniciativa da AMD para melhorar o suporte para OpenCL. Por enquanto, é apenas uma iniciativa. Seria assumir um risco grande investir em equipamentos como as placas Radeon sem garantia de que você poderá efetivamente usar as placas para algo além de jogos.

    Assim que tiver alguma notícia concreta sobre o projeto, compartilho no blog.

  10. admin 21/03/2017 em 10:41 am

    Alisson,

    O ganho de performance na viewport não é drástico. Alguns usuários que fizeram a migração das GeForce para Quadros reportam que a taxa de atualização fica 20-30% mais rápida, e o software trava menos. Isso acaba fazendo a produtividade subir. Ainda acho que não vale o custo envolvido.

    Para que as GeForces tenham o mesmo ganho na Viewport só usando drivers otimizados para os softwares. Esse é um dos diferenciais oferecidos pelas Quadros. Existem drivers próprios para AutoCAD, SolidWorks e diversos outros softwares. A lista de softwares com Drivers você encontra aqui -> http://www.nvidia.com/object/quadro-certified-drivers.html

    Como existe mercado para a esse tipo de equipamento, seria necessário interesse da Nvidia ou dos fabricantes para criar esses Drivers otimizados. Mas, se coloque na posição de quem está vendendo as placas. Você iria investir para “canibalizar” sua placa de US$ 5.000 em troca de outra custando US$ 800? Não acredito que exista interesse em oferecer esses drivers.

  11. Jefferson Moreira 21/03/2017 em 3:03 pm

    Eu já tinha percebido isso na pratica, eu tinha uma GTX 550TI que queimou, eu tinha que colocar uma placa nova para continuar trabalhando, então resolvi comprar uma Nvidia quadro, (porque é MUUUITO melhor né) foi ligar o blender e abrir o primeiro projeto que eu vi a diferença, a gtx era mais barata e muito mais potente especialmente para o render, não percebi grandes diferenças na aceleração da viewport, mas o arrependimento é grande até hoje, foi a primeira e última quadro que eu comprei na minha vida a próxima placa que eu for comprar certamente será uma GTX.

  12. Jefferson Moreira 21/03/2017 em 6:45 pm

    Olá Allan,
    Eu tenho um pergunta sobre placas de vídeo, exitem aquelas placas que a gente só precisa plugar na placa mãe que ela já esta pronta pra ser usada e temos aquelas que depois que ligar na placa mão você tem qu eligar na fonte.
    Eu quero comprar uma GTX 1050 da nvidia e eu achei essa mesma placa com essas duas opçoes: de ligar na placa mãe e depois na fonte e outra de só colocar ela na placa mãe sem a precisar ligar na fonte.
    A minha dúvida é a seguinte, essas placas que só vai na placa mãe sem a fonte elas realmente entregam o que prometem???

  13. Joao assis 22/03/2017 em 9:27 pm

    Parabéns pelo Post!

  14. Cris 10/04/2017 em 4:24 am

    E Allan, lembre-se de que ainda por cima alguns modelos de placa GeForce e possivel dependendo da placa mae usar SLI (ligar uma placa igual a outra em serie) podendo (para placas maes mais fortes) ligar ate quatro placas de video, claro, lembrando de ter uma fonte forte (de 1000W pra cima) pra aguentar o tranco.
    E mesmo assim 3 ou 4 GTX1080 ou GTX1080TI acabam (mesmo com uma fonte forte) saindo mais em conta que apenas 1 Quadro 🙂

Deixar Um Comentário