GPU Shark: Acompanhe a performance da sua placa de vídeo

A renderização de projetos usando recursos oriundos da GPU é uma constante e deve ser foco de investimento para todos os artistas digitais. Se você pretende montar um computador para trabalhar com renderização de projetos, recomendo invesitr em boas placas de vídeo para conseguir a melhor performance.

Em termos de equipamentos, a maioria dos softwares é muito amigável com equipamentos da Nvidia como as GeForces. As placas da AMD são mais baratas, mas ainda estão ganhando recursos e compatibilidade com uma gama maior de softwares. Para evitar problemas e aplicação imediara, recomendo seguir com placas da Nvidia, pelo menos por enquanto.

Assim que você tiver a sua placa de vídeo recém instalada, é bem provável que de alguma maneira você queira acompanhar seu desempenho. Existem diversas aplicações e recursos que permitem verificar o processamento dessas placas.

Uma dessas ferramentas é o GPU Shark, que acaba de ser atualizado para a sua versão 0.10. É um software pequeno, que não adiciona praticamente nenhuma carga ao seu sistema.

Infelizmente o software é compatível apenas com sistemas Windows. Ele consegue emitir estatísticas de uso para placas da Nvidia e AMD. É possível monitirar sistemas com múltiplas placas de vídeo. Tudo é exibido em colunas com diversas informações.

A utilidade desse tipo de ferramenta é conseguir verificar se a renderização de uma cena ou projeto está usando todo o potencial das placas. Por exemplo, você pode algumas vezes marcar um software para fazer uso de múltiplas placas, e descobrir que o mesmo está usando apenas uma!

É o tipo de ferramenta essencial para quem está procurando dominar e entender o funcionamento do seu equipamento, principalmente do hardware que foi recém adquirido e você ainda não domina.

Já mencionei que o GPU Shark é gratuito?

Faça renderizações usando a sua GPU

Quer aprender a usar a sua GPU para acelerar o render? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com o uso do Blender Cycles, que é capaz de aproveitar a GPU para renderizar cenas estáticas e animações:

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *